Como ser a garota certa

Como eu disse, as mulheres gostam de ser um pouco mais sutis. Você pode nem notar as pedras que ela está tirando do caminho para agradá-lo. Por exemplo, se você fizer a pergunta no seu grupo de amigos do WhatsApp se alguém quer fazer algo hoje e ela responder imediatamente, ela pelo menos gosta de passar muito tempo com você. Como impressionar uma garota. Você quer impressionar aquela certa garota? Embora você não possa controlar como ela se sente e fazê-la se apaixonar por você, você pode fazer com que você pareça mais desejável para ela. Aqui estão dois métodos para impressionar uma garota: primeiro para ... Como Se Apaixonar Pela Pessoa Certa. Já se relacionou com as pessoas erradas no passado? Está buscando um novo amor? Então, encontrar a pessoa certa deve ser a sua prioridade. Com um pouco de persistência, é bem fácil encontrar e se apaix... Chegar ao entendimento próprio é a melhor maneira de demonstrar confiança, um traço que praticamente todas as mulheres acham atraente. Apesar desta sugestão ser apenas uma dica, considere-a como parte fundamental não apenas nos passos para descobrir qual a garota certa para você, mas para o sucesso na vida, no geral. Como saber se ela é a garota certa ? Descubra se aquela Gata que parece ser especial é realmente a garota certa para você ! você já chegou a pensar que talvez tenha encontrado a Garota com que sempre sonhou ?, vá com calma , ela pode não ser tudo isso, confira o post e veja se realmente a gata que você sempre sonhou, ou a sua namorada ... Como encontrar a garota certa para o trabalho. Se você ainda quer uma recuperação porque ainda está salgado em relação ao seu ex, certifique-se de escolher o certo. Não há nada que destrua um bom rebote como uma garota que se apega excessivamente e precisa de AF carente. Aqui está o que você deve procurar. # 1 Não é o seu tipo.

Manual do Brocador ( ou lambusador)

2020.09.21 14:40 amapaense Manual do Brocador ( ou lambusador)

Texto original no sex e tradução do sexualidade:
Isso vai ser demorado. Não existe uma versão curta para isso. Você precisa ler tudo e depois ler tudo de novo. Leia uma terceira vez também.
Primeiro: o homenzinho no barco (clitóris), ele está lá em cima. Você precisa saber disso. Para quase todas as mulheres, um ingrediente chave para o sexo, oral ou preliminares, é a construção; antecipação; provocação. Se há uma coisa que aprendi sobre sexo com mulheres, é isto: todas elas gostam de ser comidas e fodidas, mas você precisa fazer com que implorem por isso. Basicamente, a ideia é deixar uma mulher com tanto tesão que transar com ela seja a parte mais fácil.
Veja como ...
Como a maioria das coisas na vida, você não pode apressar nada. Se o fizer, * cometerá * erros ou esquecerá coisas. Sexo, oral ou preliminares, não é nada diferente. Não se pode simplesmente enfiar o pau na virilha de uma mulher e começar a fazer isso. As mulheres precisam ser beijadas, provocadas, chupadas e lambidas em outras partes do corpo antes de você descer em cima delas, e * você precisa levar um tempo fazendo isso. *
Quando você tem tempo disponível, sexo não é algo com que você deva apressar de forma alguma. A menos que você esteja fazendo uma rapidinha, tudo bem, porém, esse não é o motivo deste post.
Eu não posso te dizer como fazer sua namorada desmaiar fora do quarto, isso é com você. De agora em diante, suponho que você tenha feito um bom trabalho em um encontro, ou o que seja, e esteja cara a cara com ela no quarto.
Comece beijando ela, você sabe como ela gosta; beije-a suavemente, com paixão, ou beije-a como se ela fosse a última mulher na terra, se é disso que ela gosta. Novamente, tome seu tempo aqui. Você não está com pressa alguma.
Vire a cabeça dela e comece a beijá-la atrás da orelha. Lamba levemente, usando a ponta da língua, depois chupe um pouco nessa área. ou talvez até morda suavemente. Comece a se mover para o pescoço dela e lambendo, chupando, beijando e mordendo levemente enquanto você a leva de volta para a cama.
Enquanto faz isso, coloque suavemente as mãos sob a blusa dela e comece a levantá-la, mas mascare que está fazendo isso agarrando-a pelos quadris, cintura e barriga; abrindo bem as mãos e agarrando com firmeza o máximo possível. Fazer isso deve fazer você se sentir forte e assertivo com ela, como você * a * deseja. Continue tirando a blusa, mas * não * o sutiã.
** Nota lateral: ** dependendo da posição em que você se encontrar ao tirar a camisa de uma mulher, se você estiver atrás dela, não tenha medo de beijá-la de volta. As costas e a nuca de uma mulher podem ser uma zona erógena ENORME. Isso sem dúvida a excitará.
Beije-a nos lábios novamente, abrindo caminho para o pescoço, descendo para o peito e no decote. O tempo todo agarrando seus quadris e área da cintura para que ela saiba que você está no controle e tem isso. Segure a parte de trás dela, solte o sutiã e tire-o.
Não importa o quanto você queira, não vá direto para os mamilos. ** EU REPITO: ** ** NÃO FAÇA UM BEELINE PARA OS MAMILOS. ** Você não deve tocá-los até que eu diga a você.
** Nota lateral: ** não se preocupe em pedir ajuda aqui se você não tiver muita experiência nisso. Claro, você ficará muito bem se fizer isso com uma mão e não precisar pedir. No entanto, não é grande coisa se você não puder. Eu fiz sexo, literalmente, milhares de vezes e aqueles filhos da puta ainda me pegam de vez em quando. Faça uma piada se estiver desconfortável. As mulheres adoram rir e fazê-las rir durante o sexo não é diferente. Isso as deixará à vontade.
Nesse ponto, ela ainda está de calça / saia e salto / sapato. Você deve estar completamente vestido. Lembre-se, * você não está com pressa. *
Deite-a na cama e fique em cima dela; quase como se você estivesse montando nela. Incline-se e comece a beijá-la nos lábios novamente. Agora, * O MAIS LENTAMENTE QUE FOR HUMANAMENTE POSSÍVEL, * desça até o pescoço e lentamente até o peito (NÃO os seios).
Novamente, você não pode tocar seus mamilos ainda. Esses pequenos filhos da puta são sensíveis e * PODE * doer.
Comece a beijar na parte externa de um de seus seios enquanto segura a parte de baixo usando o dedo indicador e o polegar com a mão apropriada. Essa área externa pode ser outra grande zona erógena em uma mulher. Então, beije, chupe e dê uma mordidinha (bem de leve no começo) apenas na área externa (não dentro da aréola, ainda, e definitivamente não no mamilo).
** Nota lateral: ** algumas mulheres gostam de ser mordidas com muita força e outras não. Você precisará ler a reação dela por meio de seus gemidos, dizendo "ai" ou olhando para o rosto dela. E mesmo que elas gostem de ser mordidas, você precisa trabalhar para chegar a mordidas fortes. Caso contrário, vai doer pra caralho.
Abra caminho até a parte inferior do seio. Em muitas mulheres com quem estive, esta área está cheia de terminações nervosas e você vai enlouquecer ela. Lambê-lo, beijá-lo chupando. Enquanto faz isso, você pode agarrar progressivamente o seio dela com mais firmeza em sua mão. Passe para o seio oposto e faça a mesma coisa desde o início. Lembre-se, você está indo com calma durante tudo isso.
Nesse ponto, ela deve estar praticamente implorando para que você coloque os mamilos na boca. E ela está certa, é hora de você fazer isso. Comece passando seus lábios por eles. Em seguida, segure levemente um mamilo com os lábios. Comece a chupar suavemente, sugando cada vez mais forte. Mordisque um pouco também, MAS NÃO COM FORÇA. Os seios são uma área extremamente sensível. Se bem feito, você pode deixá-la louca. Se não, você pode machucá-la.
Não sei o quão experiente você ou sua namorada são, mas enquanto você está fazendo isso, ela pode implorar para você transar com ela em algum momento. NÃO. Se sua namorada atual não o faz agora, por inexperiência, certamente o fará mais tarde. Quando ela o fizer, ou outra mulher, não ceda aos seus pedidos. Você está indo no seu tempo.
Depois de se divertir com os seios dela, ** SEMPRE. ** ** DEVAGAR. ** ** PORRA, ** beije sua barriga. Quando você chegar à linha da cintura, beije sua barriga ao longo da borda da saia / calça. Ela ainda está de sapatos; é hora de tirá-los. Comece a tirar a saia / calça dela. Enquanto você puxa para baixo, beije nas coxas e na parte interna das coxas (AS COXAS INTERNAS SÃO UMA ZONA EROGÊNEA ENORME). Saia da cama ou afaste-se um pouco para retirá-la completamente. Quando você estiver se aproximando dela novamente, beije * de novo * as pernas dela, voltando as atenções para a calcinha.
Quando você estiver de volta na posição de quatro, e ela estiver deitada de costas, comece a beijar a linha do biquíni. Esta é a área na borda de sua calcinha. Mais uma vez, muito lenta e apaixonadamente beije, chupe, lamba e mordisque essas áreas; eles são altamente sensíveis. Você também pode beijar os lábios externos da vagina * sobre * a calcinha. Os lábios externos também são uma área sensível, ela vai se sentir bem.
*SEMPRE. DEVAGAR. PORRA. * tire a calcinha. Enquanto faz isso, beije cada vez mais embaixo conforme mais pele é revelada. Afaste-se, tire completamente a calcinha.
Lembre-se, você ainda está vestido aqui. Sr. Suave, tomando seu tempo e essa garota já está toda molhada.
Assuma a posição novamente de quatro, ou de bruços, se for mais confortável, e comece a beijar na parte interna das coxas, sobre os lábios externos e na linha exposta do biquíni. Depois de fazer isso, você está pronto para trabalhar.
** SE VOCÊ PULOU ALGUMA PARTE, É MELHOR COMEÇAR A PRESTAR ATENÇÃO AGORA. **
Aqui está uma imagem de uma vagina se você não viu uma: vagina.
Quando você ficar cara a cara com uma vagina, ela vai parecer uma bagunça bagunçada e nada como a foto aqui. Os grandes lábios (lábios externos) vão esconder quase tudo.
Pense no clitóris como a cabeça do seu pênis. Você sabe como você não gosta que esfreguem os dentes no seu pênis quando está fazendo sexo oral? É a mesma coisa com um clitóris, mas veja só: um clitóris tem mais terminações nervosas do que um pênis. Você sabe o que isso significa? É EXTRA SENSÍVEL PRA CARALHO.
Então, você precisa começar lambendo-o suavemente. Tipo, mal faça contato com as primeiras pinceladas de sua língua. Isso não só é necessário, no começo, mas vai fazer com que ela * queira * mais. Então, você pode começar a empurrar os lábios externos (grandes lábios) com a língua, passar para os lábios internos (pequenos lábios) e o clitóris. Mantenha-o macio por um tempo, fazendo movimentos suaves com a língua (lambendo, puxando levemente a língua de volta para a boca para trazê-la de volta à posição inicial para lamber novamente), vai ser incrível para ela. Você não quer sobrecarregá-la indo muito forte no começo. Eu prometo a você, quando ela quiser com mais força, ela vai puxar sua cabeça para mais perto, ou dizer mais forte.
Você precisa saber disso: embora o clitóris receba todos os elogios, * não * é o único brinquedo na cidade. Os pequenos lábios e grandes lábios são super sensíveis também, porra. Você não pode simplesmente continuar lambendo, lambendo, lambendo seu clitóris e esperar que ela goze. Lembre-se, é sensível e pode incomodar um pouco. Dê uma pausa no clitóris e preste atenção em seus lábios lambendo e chupando-os e lambendo-os enquanto você os chupa. Você também pode dar uma pausa no clitóris chupando e mordendo a parte interna das coxas.
Uma das principais chaves para rebaixar qualquer mulher é prestar atenção em como ela reage ao que você está fazendo. Acredite em mim quando digo que cada mulher é diferente. Leia as respostas dela, você saberá o que funciona e o que não funciona.
Cheguei ao limite de texto, leia minha resposta a este comentário.
submitted by amapaense to brasil [link] [comments]


2020.09.20 05:13 fazeroquecidadao Precisava desabafar urgentemente (Aviso: Textão)

Eu sou uma pessoa que sofre de depressão, eu tinha ouvido falar de NoFap há mais ou menos um ano, depois de tentativas e tentativas, consegui 20 dias. Até pouco tempo achava que isso iria resolver todos os meus problemas, porém não, o buraco é bem mais embaixo. Eu acredito que o vício em pornografia e esse tipo de coisa era um sintoma de algo bem maior.
Eu tenho problemas familiares, não diretamente briga e esse tipo de coisa, eu simplesmente não gosto de viver com meus pais e não há muito o que fazer, só esperar eu acabar a escola e fazer um concurso público. Eu não gosto de viver por causa que: Meu pai é um cara velho que reclama de tudo, só sabe apontar os defeitos e chato pra k7, Minha mãe é incoveniente e fofoqueira.
Na questão escolar, eu acho a escola uma bosta, mas eu consigo jogar o jogo deles e passar, porém sinto que não sei de preula nenhuma e se fosse fazer uma prova mais aplicada, como um vestibular bem concorrido e de nível elevado, iria tirar uma nota meio média e não iria ser aprovado. Eu ainda tenho dúvidas do curso que pretendo fazer.
E tem a carência que ando sentindo. Eu sou um ser meio antisocial e fico muito na minha, tenho poucos amigos, não tenho perfil em rede social e sou meio reservado. Eu sinto uma vontade de socializar, apesar de tudo, só não tenho culhão pra fazer isso.
Eu estive pensando que o NoFap tava ao mesmo tempo que me ajudando (no sentido de aumento na energia e do tempo), mas ao mesmo tempo me atrapalhando porque minha carência aumentou consideravelmente e ficava com tesão alto e aumentava ainda mais a carência.
Eu acho que vou adotar outro tipo de postura, não vou ser aquele NoFapper que acha que se masturbar é um crime hediondo e não vou ser um Coomer que fica se masturbando para aquela merda denominada pornografia. Vou fazer com moderação tipo me masturbo hoje, depois de 15 faço de novo, algo do tipo, só não vou deixar subir muito a minha cabeça, vou viver minha vida, construindo bons hábitos e focando em melhorar.
Eu também estava muito obcecado em falar com uma garota e em como pegar mulher que acabei deixando de lado minha própria, todo o trabalho que fico empunhando nela , de certa forma eu fui gado.
Eu tenho que focar mais em mim e em ser feliz, eu acho que vou começar a procurar a como posso me tornar um ator (meu sonho) e também procurar cuidar mais de minha saúde.
Eu tenho que aprender a também a ignorar umas merdas que acontecem como levar um fora, algo dar errado, alguém vir falando merda, coisas do gênero.
Em suma, tenho que focar em ser feliz.
submitted by fazeroquecidadao to desabafos [link] [comments]


2020.09.20 03:49 betroideinthevoid Quebrado

Esse texto pode ser bem grande.... Eu estava em uma conversa via Skype com uns amigos um hábito comum adotado por nós, até que fizeram algumas piadas de humor negro, que fez com que chgasse em mulheres, onde fiz um comentário que fez um amigo (um pouco mais novo no grupo e de idade) perguntar qual era meu problema com garotas (afinal sou assumidamente bissexual)
Era uma pergunta complicada, sou uma pessoa muito aberta com amigos, por mais que eu seja introvertido, então fui dês de minhas raízes de experiências traumáticas com o sexo oposto até os dias atuais, e acabou que isso me deixou pensativo, e bem mal, na realidade.
Eu tenho depressão, recaídas são normais e essa situação não é a mais grave que ja tive, pois não penso em suicídio ou auto mutilação, mas percebo o quão infeliz, pessimista e desconfiado eu me tornei.
Eu estou prestes a me tornar um adulto perante a lei (fazer 18 anos) e me pego sendo tão infeliz quanto pessoas em sua idade avançada, inclusive meu amigo comentou de uma garota de nosso grupo que ele acha que daria certo comigo, porém temos 4 anos de diferença, e o quão infeliz eu estou comigo mesmo, fez eu pensar que eu poderia estragar ela assim como me estragaram, o que me fez recusar (além de ser de certa forma pedofilia algo que abomino)
Vejo que me esvaziei, que eu sou as vezes só um corpo com remanecentes de uma alma, ainda tenho opiniões, costumes mas não tenho força, vontade, moral, perseverança, amor próprio e determinação... coisas que sempre tive, todos meus relacionamentos românticos foram desastrosos, e com pessoas, são poucas que gostaram de mim e manteram contato (digo isso pois estudei em diversas escolas durante meu ensino fundamental I e II, e mal tenho contato com as pessoas de lá por diversos motivos)
O que me leva a o mesmo raciocínio de anos atras quando essa "doença" começou a ter manisfestar em mim. Estou quebrado. Não funciono mais, não tenho forças pra concluir meus objetivos, passso 10 a 11 horas por dia dormindo, não consigo ajudar muito nas tarefas de casa (mas faço o que é pedido) eu estudo na faculdade que ingressei a um mês, e até agora não aprendi muito, eu não consegui fazer um amigo novo esse ano, nenhum, fiz um curso pré vestibular e entrei na faculdade, até agora mal consegui interagir com as pessoas de lá, já estou a mais de um ano me recuperando de um término e procurando pretendentes, chegando a ter mais de um aplicativo de relacionamento instalado, e entrando em contato com 13 pessoas diferentes em um dia comum, e nada. Nenhuma pessoa que eu fosse capaz de cativar e que me cativasse disposto a ter quaisquer coisas comigo.
Cheguei a um ponto que creio que nada mais pode me tirar disso, minha jornada espiritual começou dês de meus 13, e até hoje não encontrei nenhum conforto em nenhuma religião, nenhuma entidade superior, não sinto nada.
Eu ainda tento dar motivo pra minha vida, pois sei que suicídio só ia piorar a situação da minha família abatida com diversas perdas, e que não teria uma forma indolor disso. Eu só consegui um que realmente me mantém firme, é um projeto de uma animação audiovisual, mas sei que até eu ser capaz de fazer ele com excelência (se é u vou ser capaz) vai demorar, e provável de se eu manter esse ritmo assim até lá, o que sobrou de alma nete corpo, pode ter se dissipado.
Eu não venho aqui pedir ajuda exatamente, pois o ponto deu estar "quebrado" é que creio não existir mais concerto. Eu só aproveitei pra desabafar aqui o que sinto, já que não posso contar a ninguém, pois causaria preocupação que não mereço (afinal ja tive tentativas de suicídio e a uma grande preocupação deu tentar novamente)
Tenham uma boa semana.
submitted by betroideinthevoid to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 03:12 MoriSann O dia que eu engravidei minha amiga com apenas 9 anos

Olá Luba,editores,gatas e turma que estão a ver
Quando eu estava na 4ª série eu era muito amiga de uma garota que era da minha sala,digamos que seu nome era Raynara,ela sentava ao meu lado em outra fileira de mesas por isso conversávamos muito
A mãe de Raynara era amiga da minha falecida avózinha, e como eu ficava o dia todo com ela pq minha mãe trabalhava o dia todo a mãe de Raynara a levava a minha casa para brincarmos juntas enquanto elas conversavam..
Um dia, eu e Raynara estávamos brincando no quarto com aquelas peças grandes e coloridas de montar sabe?tipo Lego enfim.. eu estava muito empenhada em montar algo extraordinário com aquelas peças mas Raynara não parecia tão animado o quanto eu estava, ela ficava me encarando, era desconfortável. Enquanto eu montava um avião Raynara me pergunta "-Posso te dar um beijo?"
Não lembro o que exatamente eu disse mas tudo indica que eu aceitei considerado o fato de que ela me deu um beijinho no canto da minha boca, depois que ela me beijou a mãe de Raynara grita lá de fora que elas iriam ir embora agora, eu levantei o meu rosto e Raynara me deu outro beijo, dessa vez na boca, depois ela foi embora
Na aula do dia seguinte Raynara e eu fizemos dupla para fazer um trabalho de escola, eu agi normalmente já Raynara insistia em perguntar se eu lembrava o que havia acontecido ontem..
No recreio Raynara e eu nos separamos, eu gostava de jogar bola ou ficar com meu amigo no recreio. Estava tudo normal até que em algum momento ouvi pessoas comentando coisas como "Sabiam que a Raynara tá grávida?" "A Raynara vai ter um bebê!". A escola inteira estava comentando sobre a gravidez de Raynara, eu não me importei já que não era a primeira vez que as pessoas espalhavam boatos não só sobre Raynara mas também sobre qualquer um que eles quisessem tirar sarro.
O recreio acabou e eu voltei pra minha sala, Raynara estava sentada chorando em sua mesa, como eu sempre enrola e só entrava na sala depois que a professora chegasse eu só consegui ver a professora levando Raynara para a diretoria, depois de alguns minutos Raynara leva a professora e a diretora para algumas salas, ela retorna pra nossa sala agora com alguns meninos e meninas de salas e anos diferentes, a diretora fez com que todos os causadores dos boatos se desculpassem na frente da sala inteira, depois de alguns minutos vendo aquelas pessoas levando um looooongo sermão da diretora a aula continua e todos agem normalmente.
Na hora de ir embora optei em voltar por um caminho mais longo e calma, que por acaso do destino era na rua onde Raynara morava, eu a vi sentada na calçada a alguns metros da sua casa, ela parecia chateada então fui conversar com ela
-Raynara? Você tá bem? -Você vai ser o pai! -O que? -Eu sou a mãe então você tem que ser o pai -A diretora falou pra você parar de dar ideia para o que aqueles meninos falam -Mas eu estou grávida,eu sinto o bebê na minha barriga! -Isso é sério? -Sim!Aqui coloca a mão na minha barriga
Raynara pega minha mão e coloca na barriga dela. Eu podia jurar que algo se mexeu na barriga dela, talvez só era coisa da minha cabeça pois eu estava em pânico.
Eu vou ser pai? Eu vou ter barba?! Pensamentos como esses pairavam sobre minha mente enquanto Raynara falava coisas sobre comprar uma casa e usar terno e gravata
-Eu não vou ser pai -Claro que vai,eu já sou a mãe -VOCÊ QUE ME BEIJOU E CULPA É SUA!!
Depois que eu gritei percebi qua algumas pessoas olhavam pra gente e depois continuavam o que estavam fazendo, eramos apenas duas crianças gritando coisas sobre mamãe e papai na rua, na certa pensaram que estávamos brincando de casinha ou algo assim
-Eu vou contar pra minha mãe que você não quer ser o pai
Ela correu pra sua casa e eu corri pra minha com medo da mãe de Raynara aparecer na minha casa e dizer que eu teria que me casar
No dia seguinte fui pra escola e Raynara agia como se nada tivesse acontecido, nenhuma de nós tocou do assunto. Não sei o que Raynara disse pra mãe ou se ela disse alguma coisa a única coisa que sei é que nem Raynara ou sua mãe foram na minha casa novamente
Hoje estou com 15 anos e não tenho contato com a Raynara a talvez 3 anos, não sei se isso tem alguma relação com Raynara mas me assumi lésbica esse ano para minha mãe, tá sendo um pouco complicado mas quem disse que seria fácil neah? Enfim espero que tenham gostado bjus pra qm quiser 2<3
submitted by MoriSann to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.18 17:16 Rafael8353 Talvez não era pra ser...

6 meses atrás eu conheci uma garota, ela é linda, inteligente, trabalhadora... Resumindo, ela é incrível. A gente começou a conversar e tudo mais, então fomos ficando cada vez mais próximos, começamos a se ver e descobri que ela é de igreja evangélica e que por causa disso ela não ficava com qualquer pessoa, ela ficava apenas se fosse para namorar. E eu concordei, afinal eu nunca tinha namorado antes, era algo que eu queria muito e nunca tive capacidade de ter em todos os meus 18 anos de vida. Então a 5 meses atrás nos começamos a namorar, foi um relacionamento complicado por causa da distância, nós somos de cidades diferentes e ainda tinha o problema da pandemia, isso ocasionou que a gente se viu apenas 1 vez durante toda a pandemia. Isso concerteza esfriou a relação para ela e tudo mais, mas como eu nunca tinha namorado ninguém antes, independente disso, eu tava feliz. E então começaram a ter as brigas, ciúmes e ainda discussões sobre a religião, eu sou católico mas não sou praticante, ou seja, não sou de ir na igreja. Já ela é evangélica e vai na igreja 4 vezes por semana. Ela disse que a gente não poderia namorar se eu não fosse na igreja com ela, eu como um bom namorado falei que iria, justamente para apoiar ela né, já que é algo que ela gosta e tudo mais. Desde que não precisasse me converter ou algo do tipo. Ela aceitou isso tranquilamente e então ficamos de boa. Mas aí ela mudou de opinião, ela disse que eu precisaria me converter se não a gente não poderia ficar junto, isso foi um baque para mim, por que eu teria que mudar totalmente as minhas crenças e tudo mais e foi um momento difícil demais para mim, foi muito difícil para mim engolir que eu precisaria mudar o que eu sou para continuar com ela. Mas eu mudei, pouco a pouco, mudei e acabei me "convertendo", mudei as minhas crenças e comecei a ir na igreja dela. Mas isso de mudar quem eu era começou a me matar por dentro, eu tinha que deixar de acreditar em coisas por que ela queria e isso me matava. Mas tudo bem, eu continuava levando isso e até mesmo mudei ela também, ela era uma pessoa muito estressada, ajudei ela a ficar mais calma e etc. A gente fazia muito bem um pro outro, eu amo ela de um jeito que eu nunca tinha amado antes, na verdade. Nunca amei antes, ela foi meu primeiro amor. Mas então começamos a ter muitas brigas, no início do relacionamento ela era muito estressada e a gente brigava muito, conforme o tempo ela foi ficando calma e eu que fui ficando estressado, chegou uma hora que as coisas começaram a ficar tóxicas, eu admito que eu mesmo fui tóxico porque no auge do meu ciúmes eu proibi ela de ir ver um amigo dela (que ela já tinha tido interesse amoroso e eles ficaram algumas vezes e fizeram algumas coisas), não sei se o que eu fiz foi certo. E do mesmo jeito ela foi tóxica querendo que eu apagasse comentários de garotas amigas minhas em minhas fotos e etc. Chegou uma hora em que a gente só machucava um ao outro, apesar de eu saber que ela me ama e eu amo ela. Não tem ninguém que me olhe do jeito que ela olha e eu acho que isso é o que mais me machuca. Por que fui eu que terminei, foram 5 meses de namoro mas eu cansei das brigas, dos ciúmes, de tudo. Saturou sabe? E eu sei que esse termino vai ser bom tanto pra mim quanto pra ela sabe, mas mesmo assim isso dói... A gente sempre tentava conversar e resolver as coisas mas não adiantava de nada, me dói ter que deixar ela. Me dói lembrar que as risadas, as conversas, os beijos, tudo isso nunca mais vai voltar. Eu não sei se fiz a escolha certa, eu só sei que isso tá me destruindo. Eu sei que ela me ama por que ela me fala e me prova isso e eu também amo ela, acho que isso é o que mais me machuca sabe? Saber que os dois se amam mas não dão certo. É, talvez não era para ser...
submitted by Rafael8353 to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 16:54 Rafa_Lima1 Fui um babaca por não cortar o mal pela raiz?

Olá Luba, turma e possível convidado. Minha história é bem grande, todavia a resumirei o máximo possível. Conheci uma garota a alguns anos atrás, na escola. Conversávamos muito e sempre fomos bem claros sobre ficarmos, porém, ambos acabamos namorando pessoas diferentes e paramos de conversar por um tempo. No entanto, anos depois, com o meu termino e dela, voltamos a nos falar e eventualmente a se relacionar. Desde o começo, deixamos claro que não passava de uma relação superficial. Nada sério. Até porque nossos términos eram recentes, e até onde eu acreditava, não queríamos qualquer apego afetivo no momento. Nesse período em que nos relacionamos; sempre a tratei MUITO bem, apresentei-a aos meus pais e amigos; pois sempre éramos vistos juntos, e eu acreditava que o mínimo que devia fazer era inseri-la em alguns de meus círculos sociais. Entretanto, certa vez, ela disse que me amava. Não demorou muito para que eu dissesse que não estava pronto para um relacionamento, e de fato não estava, pois no momento estou com foco em outras coisas. Fato é que após eu dizer isso, ela e uns amigos começaram a tirar sarro, principalmente em tom de revolta, pois não acreditavam que eu estivesse falando sério; quando vi que algo mais complexo estava vindo por parte dela, acabei optando por deixarmos de ficar, e assim fizemos. Recentemente, um garoto da cidade, no local onde ela trabalha, acabou dizendo que se sentia atraído por mim. Ela ouviu e veio me falar, não dei muita bola, até porque não sentia atração por ele e o via como amigo. Afim de curiosidade, sim, sou bissexual, e sim, ela sabia. Enfim, essas informações acabarão por ser válidas mais a frente. Dias atrás a chamei para jogar com uns amigos em comum, antes havíamos marcado de ficar após o jogo. No momento em questão, apareci com o garoto que havia dito sentir-se atraído por mim, mas como foi dito, não o via da mesma forma. Começamos a jogar; ela preferiu esperar e ficar conversando com o pessoal que não quis participar, só que durante a partida, subitamente, ela foi embora. Estranhei, pois tínhamos marcado de ficar no fim do rolê. Quando cheguei em casa a chamei no direct do Instagram, ela demonstrou raiva, mas não disse o porquê. No dia seguinte, meu amigo me chama e diz que ela estava com raiva por conta de eu ter levado o garoto que sentia-se atraído por mim. Logo, vendo que o motivo era irrelevante, pois não temos nada sério, deixei passar. Mas pelo visto ela não. Horas depois vejo que no Twitter, ela começou a soltar diversas indiretas sobre eu, e disfarçadamente, sobre o garoto. Algumas foram respondidas por ele, que não entendia o motivo, mas tentava ajuda-la. Nas publicações, era dito sobre como ela não recebia de volta a atenção que dava, como havia desperdiçado uma noite indo em um rolê e sobre como preferia estar em outro lugar, com outra pessoa, que ali. Mesmo após ler todas as coisas escritas, deixei passar. Pois acredito que se me adentrar mais, irei ocasionar coisas piores. A maioria dos meus amigos em comum a ela, dizem que estou errado por tê-la dado alguma esperança de relacionamento, mas como disse, sempre fui claro em relação ao que sentia pela mesma.
submitted by Rafa_Lima1 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.16 07:28 Denin1x Diário de um negro no brasil

Depois de muito tempo, consegui um lugar pra desabafar, então está aqui o desabafo:
Eu, um menino negro, nascido numa cidade do interior. Como ( quase ) todas as crianças, era uma criança brincalhona, conversadeira, sorridente, isso até meus mais ou menos 6 anos de idade, quando eu me mudei pra outra cidade vizinha da cidade natal.
Minha mãe não era evangélica até essa mudança, alguns dias depois veio uma campanha evangelizadora aqui em casa e, resumindo, minha mãe se converteu. Eu tinha curiosidade de saber como era a igreja e pedi pra minha mãe me levar, fui, gostei, até aí tudo bem. Eu conheci alguns amigos ( que tenho contato até hoje ) e nós não prestávamos atenção no culto, pra mim era só um cara gritando e mulheres chorando e falando coisas sem sentido ( bom, eu não estava tão errado ).
Eu em todos lugares sempre fui/sou um "menino exemplar", eu era obediente até certo ponto, e bom eu realmente me sentia mal saindo da igreja, até pq eu era tímido, sempre contava de um até três pra me levantar e nem sempre eu conseguia me levantar no "três".
Um certo dia meu amigo saiu sem me avisar, eu fiquei sozinho na igreja, sem ninguém pra conversar, e como sempre que me ocorria isso eu ficava olhando pro pregador lá no pubito mesmo não entendendo bulhufas do que ele falava. Até que o meu amigo voltou pra me chamar, eu fiz a preparação psicólogica e fui até lá fora. Meu amigo estava com um grupinho de outra igreja que veio visitar a que eu fazia parte. Meu amigo era um pouco mais claro que eu e bom, ele foi me apresentar pra o grupinho, eles me olharam de baixo pra cima e sairam de perto, como se eu tivesse com lepra ou algo assim, foi simplesmente estranho, sensação estranha, o que eu tinha? Eu tava fedendo? Eu na verdade nunca entendi o pq disso mas bom, até hoje eu tenho uma certa aversão por grupinhos, me sinto desconfortável. Eu me olhava no espelho mas nunca de ficar reparando coisas, a partir daí eu reparava. Eu ouvia as conversas dos meus pais e eles falavam que tem pessoas que não gostam de gente com pele mais escura, minhas irmãs eram mais claras que eu, minha mãe também, só meu pai que era negro também, eu confesso que já culpei meu pai por isso, foi nesse tempo que a primeira crise existencial bateu:
— Eu não pedi pra nascer, muito menos nascer negro e feio. — Isso é culpa dos meus pais, não eram pra eles me fazerem, não era pra eu existir.
Esses eram meus pensamentos aos mais ou menos 8 anos de idade, como minha timidez era gigante tinha tempo pra pensar em tudo e ainda ficar sem o que pensar, nesse tempo eu não falava com ninguém da minha escola, só nos primeiros dois anos, que esses amigos da igreja estavam lá, quando eles mudaram de escola eu fiquei só, eu era o esquisitão da escola ( ou no mínimo da sala ), eu era tímido mas sempre disfarcei a timidez com aquela cara de badboy, nada descolado, parecia um psicopata.
Minha mãe é empregada doméstica, sempre foi, desde criança. Aos meus 9/10 anos de idade minha irmã mais velha ia mudar de turno, então não tinha ninguém pra me levar, então eu pedia a ela pra ir "sozinho", eu acompanhava as vizinhas daqui de perto. As vezes eu ia sozinho mesmo, e nessas vezes eu notava algo estranho, as mulheres da rua me olhavam esquisito, eu não sabia o porquê mas suspeitava que era minha cor, botei na cabeça que o mundo não gostava de mim pela minha cor, todos me odiavam, sem motivos, eu não pedi isso:
— se é assim eu vou fazer por onde, eles me odeiam, eu vou odiar todos.
A maior parte do tempo na escola eu ficava só, no intervalo eu rondava a escola pra todo canto, procurando algo pra passar o tempo, maior parte das vezes eu pulava o muro e ia pra um local onde tinha uma vista daora, mas eu tinha alguns conhecidos, eram os "zé droguinhas" ( hoje estão todos mortos ), não falava muito com eles mas as vezes rolava umas ideias, eu queria entrar nessa vida, meus pais e todo mundo falava que quem entrava terminava morto:
— Bingo!! Eu não vou me matar, então não vou pro inferno, quem vai me matar é outra pessoa.
Eu tentei arrumar alguma coisa sla uma droga mas o que consegui foi ser o "protegido" do bagulho, eles me consideravam, me diziam pra não entrar nisso pq n era coisa boa, depois de um tempo desisti.
Aos mais ou menos 11 anos de idade meu pai colocou internet em casa e comprou um PC, internet pra mim era algo de outro mundo nesse tempo, eu as vezes ia pra lan house ver vídeos de paródias do programa Chaves lá soltando uma porrada de palavrões e muita [email protected] ou jogar GTA, mas nada tao intimo. Foi pouco tempo depois que conheci o Minecraft, e comecei a interagir com o pessoal e pedir o Whats da galera, a partir daí vários grupinhos e amigos virtuais, tempo do webnamoro kkkkkkk, mas quando eu mostrava minha foto pra as garotas elas sumiam, eu também atrelava isso ao fato de ser negro e feio, mas teve uma vez que encontrei uma garota que gostava de mim mesmo assim, cara, ela era top, se não fosse a distância estaríamos juntos até hoje, mas isso fica pra outro post kkkkkkk, ela me ajudou muito a entender que nem todo mundo me odiava pela cor da minha pele. Mas ainda sim tinha uma hora, que foi justamente esse o motivo de eu estar escrevendo esse post.
Sempre que eu vou comprar algo em algum supermercado ou farmácia as pessoas me olham estranho, como se esperasse algo de mim do tipo, eu puxar algo saca? Eu me sinto MUITO desconfortável com isso, tenho total certeza de que se fossem meus amigos mais claros não estariam olhando pra eles assim, digo isso pq quando eu vou com eles tratam eles super de boa, mas comigo eu sinto algo estranho, é muito ruim essa sensação cara, pode ser qualquer um que vai assaltar, um branco, um negro, a garotinha boa pinta ali, o senhor todo bem vestido, mas eu sou o assaltante né, pq eu sou preto, então eu assalto, essa é a lógica?
submitted by Denin1x to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 04:58 altovaliriano Stannis Baratheon (Parte 8)

No mesmo dia em que a notícia da morte de Joffrey chega a Pedra do Dragão, Davos tira Edric Storm da ilha. Ao saber da notícia, Stannis fica abalado com a traição de sua Mão. Ele havia mantido Davos nas celas por ter ameaçado a vida de Melisandre. Naquela ocasião, a mulher vermelha vira nas chamas a ameça e lhe contou. Agora, porém, ela nem mesmo previu. Davos o traiu por debaixo do nariz até mesmo de R’hllor.
O Rei se sente cansado da sucessão de Mãos traidoras. Alester Florent quase fez um acordo de rendição com os Lannister e entregou Shireen para se casar com o abominável bastardo Tommen. O cavaleiro das cebolas o privou da única ferramenta que poderia encerrar a guerra, unir o reino e trazer dragões de volta a vida. Stannis sabe que a pena para traição é a morte, por isso mesmo ele desembainha luminífera para oferecer a Davos um pouco mais da mesma justiça que o fez perder seus dedos.
Ajoelhado, Davos então pede para ler algo, que nem Stannis ou Melisandre sabem ser a carta de meistre Aemon pedindo ajuda. Stannis concede, com os músculos do pescoço projetando-se “como cordões” de tanta raiva. O resto dos acontecimentos, não ficamos sabendo. Dez capítulos depois, Stannis está na Muralha e presumimos que as tensões em Pedra do Dragão acabaram e todo mundo se perdoou.
Mas, obviamente, não foi isso que aconteceu. A viagem de Stannis é cercada de nuances inusitadas e inescrutáveis.
Como Davos convenceu Stannis a ajudar a Patrulha?
Para muitos esta pergunta deve parecer um pouco ridícula. Parece óbvio que Stannis, após ter tido a visão com “um anel de archotes, [...] um monte alto qualquer numa floresta [...] homens de negro atrás dos archotes, e [...] silhuetas em movimento através da neve”, ele entenderia que estava olhando para a Patrulha da Noite, certo?
Talvez, mas é necessário entender que a luta de Azor Ahai não era contra os selvagens, mas sim contra um inimigo feito de escuridão, frio e morte. A visão que Stannis teve foi a de um monte alto em uma floresta e silhuetas na neve, o que de forma nenhuma coincide com o terreno de Castelo Negro.
Por outro lado, vejam que até mesmo uma pessoa com inclinações humanitárias como Davos não vê qualquer vantagem para Stannis em socorrer a Patrulha quando lê a carta pela primeira vez:
Onde está o mal em um rei selvagem qualquer conquistar o Norte? Afinal, Stannis sequer controlava o Norte. Sua Graça dificilmente podia ser acusada de não proteger pessoas que se recusavam a reconhecê-lo como rei.
(ASOS, Davos V)
Davos obviamente não faz este cálculo usando a moral como bússola. Ele provavelmente faz um cálculo político, como Mão do Rei, como alguém que conhece a cabeça de seu próprio Rei. Afinal, Stannis não tinha homens para oferecer uma ajuda real à Patrulha. Nas condições que Stannis estava, para dar uma ajuda real ele teria que ir enviar praticamente toda sua força.
Sou a Mão do Rei, certo. Stannis podia ser o Rei de Westeros no nome, mas na realidade era o Rei da Mesa Pintada. Controlava Pedra do Dragão e Ponta Tempestade e tinha uma aliança cada vez mais incômoda com Salladhor Saan, mas era só. Como podia a Patrulha ter voltado os olhos para ele em busca de ajuda? Podem não saber como ele é fraco, como a sua causa está perdida.
(ASOS, Davos V)
Sabe o que é interessante sobre isto? Quem foi que deu uma resposta igual a essa ao pedido de ajuda feito pela Patrulha? Tywin Lannister.
Tyrion lembrou-se de sua visita à Muralha [...].
[...] A Patrulha está com uma grave falta de efetivos. Se a Muralha cair...
... os selvagens inundarão o Norte – concluiu o pai – e os Stark e os Greyjoy terão outro inimigo para combater. Se, como parece, já não desejam ser súditos do Trono de Ferro, com que direito olham para ele em busca de ajuda? Tanto o Rei Robb como o Rei Balon reivindicamo Norte. Que eles o defendam, se conseguirem. E, se não conseguirem, esse Mance Rayder até pode se revelar um aliado útil.
(ASOS, Tyrion III)
Stannis divide alguns traços de personalidade com Tywin, especialmente no tocante a fachada de durões. Ambos são comandantes de guerra experientes, que preferem comandar da retaguarda, bons estrategistas e têm visões pragmáticas da política. Ambos se reconhecem como inimigos poderosos e tentam esconder suas estratégias do outro, pois têm mentalidades muito próximas. Nessa releitura, inclusive, reparei pela primeira vez que Tywin e Stannis usam a mesma expressão para avaliar Robb Stark:
Sim, pus os homens menos disciplinados na esquerda. Previ que quebrariam. Robb Stark é um rapaz verde, provavelmente mais ousado que sábio.
(AGOT, Tyrion VIII)
...
[...] O filho de Eddard Stark foi proclamado Rei no Norte e conta com todo o poderio de Winterfell e Correrrio.
Um jovenzinho verde – Stannis ironizou. – E outro falso rei. Devo aceitar um reino mutilado?
(ACOK, Prólogo)
Diante destas similaridades, me chamou a atenção que Tywin Lannister foi o único outro político a receber uma carta de apelo vinda da Muralha. Eis a resposta que ele deu a Pycelle:
Cinco reis? – o pai estava aborrecido. – Há um rei em Westeros. Esses tolos de negro podiam tentar se lembrar disso, se desejam que Sua Graça lhes dê ouvidos. Quando responder, diga-lhe que Renly está morto e que os outros são traidores e farsantes. […] – A Patrulha da Noite é formada por um bando de ladrões, assassinos e grosseirões ilegítimos, mas ocorre-me que poderiam demonstrar ser diferentes, desde que tivessem a disciplina adequada. Se Mormont está realmente morto, os irmãos negros têm de escolher um novo Senhor Comandante. […] solicite a Marsh que dê os melhores cumprimentos de Sua Graça ao seu fiel amigo e servidor, Lorde Janos Slynt.
(ASOS, Tyrion IV)
Essa deve ter sido exatamente a reação de Stannis quando Davos leu a carta. Portanto, se Davos queria estar preparado para convencer Stannis, ele deveria ter alguns argumentos na manga para mostrar que: 1) a Patrulha não quis ofender a pretensão de ninguém, apenas está desesperada; 2) São uma ordem com algum senso de honra; 3) que vale a pena salvar o Norte de uma invasão e 4) que os selvagens não são necessariamente uma ameaça.
Qual não foi minha surpresa quando notei que Davos reflete sobre todos esses argumentos no capítulo anterior a tirar Edric de Pedra do Dragão e ler a carta a Stannis e Melisandre. A história de Davos sendo aprendiz no barco de Roho Uhoris, que a primeira vista parece uma lembrança totalmente desconexa a princípio, parece ter uma função no convencimento de Stannis.
Davos sabia que Stannis ficaria ofendido pela menção ao cinco reis (“essa conversa de cinco reis teria sem dúvida enfurecido Stannis”), mas Davos sabe que se a carta também havia sido enviada a Stannis, a Patrulha deveria estar em uma situação tão desesperada que não tinham como escolher (“Só um homem esfomeado suplica pão a um pedinte”). Mas a Patrulha não sabia da situação de Stannis (“Podem não saber como ele é fraco, como a sua causa está perdida”), então, ao responder ao chamado Stannis poderia passar a impressão de força e ainda matar a fome de vitória de seus soldados.
Porém, como Tywin alegou a Patrulha é apenas um “bando de ladrões, assassinos e grosseirões ilegítimos”, por que Stannis gastaria recuros e se juntaria a este tipo de escória? É aqui que entra a história aparantemente aleatória do tyroshi em cujo barco Davos foi aprendiz.
A primeira vez em que viu a Muralha era mais novo do que Devan e servia a bordo do Gato da Calçada às ordens de Roro Uhoris, um tyroshi conhecido de cima a baixo do mar estreito como Bastardo Cego, embora nem fosse cego nem filho ilegítimo. Roro tinha passado por Skagos e entrado no Mar Tremente, visitando uma centena de pequenas angras que nunca antes tinham visto um navio mercante. Trouxe aço; espadas, machados, elmos, boas camisas de cota de malha, para trocar por peles, marfim, âmbar e obsidiana. Quando o Gato da Calçada voltou para o sul, trazia os porões repletos, mas na Baía das Focas surgiram três galés negras e pastorearam-no até Atalaialeste. Perderam a carga e o Bastardo perdeu a cabeça, pelo crime de vender armas aos selvagens.
Davos tinha comerciado em Atalaialeste nos seus dias de contrabandista. Os irmãos negros eram inimigos duros, mas bons clientes, para um navio com o tipo certo de carga. Mas apesar de ter aceitado o seu dinheiro, nunca esqueceu o modo como a cabeça do Bastardo Cego tinha rolado pelo convés do Gato da Calçada.
A história mostra que representa a Patrulha como uma ordem com uma certa noção de disciplina e justiça. Fiel no cumprimento de seu dever. Veja que o incidente ocorreu antes da vida de contrabandista de Davos, não havendo porque ninguém suspeitar que ele seria persona non grata. Ainda assim, a experiência foi marcante o suficiente para ficar na memória do cavaleiro das cebolas.
Por outro lado, a fama de bons clientes é uma sutileza interessante. Mostra que a Patrulha é aberta a negócios e não trata pessoas com ingratidão. Este tipo de julgamento de Davos deve ser capaz de aplacar qualquer medo que Stannis tivesse de seguir para o Norte, ajudar a Patrulha e, no fim, ser recompensado com ingratidão.
Todos estes detalhes soariam como música nos ouvidos de Stannis e muito possivelmente poderia neutralizar a opinião elitista que o rei certamente compartilha com Tywin.
Quanto ao convencimento de que o Norte merecia atenção, Davos buscou inspiração nas próprias palavras de Melisandre.
Quantos garotos vivem em Westeros? Quantas garotas? Quantos homens, quantas mulheres? A escuridão vai devorá-los todos, diz ela.
(ASOS, Davos V)
Assim, quando a nova Mão percebe que a visão fala sobre a Patrulha da Noite, que está no ponto mais ao Norte de Westeros, ele vê que as palavras de Melisandre prenunciam que todos ao Sul da Muralha estão indistintamente no mesmo barco. Portanto, poderia facilmente argumentar que a noção de povo que Baratheon deveria proteger com o sacrifício de Edric também incluía as pessoas que não se ajoelharam para ele. Afinal, era exatamente o que ele estava tentando fazer tendo o povo do Sul em mente.
Se Melisandre soubesse desta carta... O que foi que ela disse? Aquele cujo nome não pode ser proferido está reunindo o seu poder, Davos Seaworth. Em breve chegará o frio, e a noite que nunca termina... E Stannis teve uma visão nas chamas, um anel de archotes na neve, rodeados de terror.
(ASOS, Davos V)
sei que um rei protege o seu povo, caso contrário não é rei nenhum.
(ASOS, Davos VI)
O convencimento de que o Povo Livre não era uma ameaça, porém, não ocorreu com base neste mesmo argumento. Nós vimos Jon Snow fazer uma forte defesa de que os selvagens eram homens também, mas em nenhum momento a coisa ocorre do mesmo jeito com Stannis. Em verdade, no momento em que Davos lograsse demonstrar que o Norte precisaria ser salvo, pensar em uma parceria com Mance Rayder (como Tywin cogitou, então portanto passaria pela cabeça de Baratheon) seria um tiro no pé de Stannis. Ele sabia que os Nortenhos veriam Mance como uma ameaça constante e nenhum deles abrigaria o Povo Livre.
Assim, Davos precisava convencer Stannis de que os selvagens não eram todos clones de Mance Rayder, que era possível separar o joio do trigo. Por outro lado, uma visão humanista dos selvagens também se fazia necessária para que o rei não os visse como seres humanos e, portanto, seus súditos. Para isso, GRRM usa novamente a experiência de Davos com Roho Uhoris.
Conheci alguns selvagens quando era garoto – disse ao Meistre Pylos. – Eram ladrões razoáveis, mas ruins na pechincha. Um deles desapareceu coma nossa garota de cabine. Tudo somado, pareceram-me homens como os outros, uns bons, outros maus.
O argumento certamente convenceu Stannis, pois temos evidência de que ele já chegou em Castelo Negro com a intenção de dobrar os joelhos dos selvagens, não massacrá-los. Até o número de cativos é igual ao número de mortos. Uma quantidade enorme de prisioneiros, especialmente de um povo que não paga resgates.
Matei mil selvagens, capturei outros mil e dispersei o restante, mas ambos sabemos que eles voltarão. Melisandre viu isso em seus fogos. [...] E quanto mais nos sangrarmos uns aos outros, mais fracos estaremos todos quando o verdadeiro inimigo cair sobre nós. […] Seus irmãos não gostarão disso, não mais do que os senhores de seu pai, mas eu pretendo permitir que os selvagens atravessem a Muralha... [...] Quando os ventos frios se erguerem, sobreviveremos ou morreremos juntos. É hora de fazermos uma aliança contra o nosso inimigo comum.
(ASOS, Jon XI)
Stannis perdoou Davos?
Outra pergunta que parece ter uma resposta óbvia e ululante, mas só parece. Stannis não matou Davos, mas todas as pessoas envolvidas na extração de Edric de Pedra do Dragão foram sutilmente punidas por Stannis.
Rolland Storm e Meistre Pylos foram deixados para trás em Pedra do Dragão para tomar conta da fortaleza. Salladhor Saan somente não foi dispensado porque Stannis precisava dos navios dele para chegar a Atalaialeste, mas Stannis não deu qualquer outro passo para tentar pagar o pirata desde então, fato que pesou na decisão do liseno de abandonar Stannis.
No fim, Stannis enviou Davos em uma missão que dependia exclusivamente dos navios de Saan, um pirata a quem ele estava negligentemente negando pagamento.
Então, de certo modo, Stannis tornou-se um pouco mais negligente com Davos, o despachou para longe e passou a lhe exigir mais serviço. Uma punição tão sutil que pode nem ter sido deliberada, algo inconsciente.
Contudo, o rei não foi tão longe ao ponto de convocar os homens que estão guardando Edric em Lys.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.09.12 10:40 TiaSayu É pecado uma mulher não ser Feminista? Reflexão do chuveiro.

Vim aqui desabafar uma vez mais e ver a opinião alheia sobre o assunto. E saber o que as pessoas acham sobre este comportamento vindo do movimento Feminista.
!!!ATENÇÃO!!!Por se tratar de um assunto delicado e polêmico. Quero ressaltar que estou opinando com base no meu conhecimento próprio (Pois já fui feminista no meu tempo de escola) na experiência que vivenciei, e pela a própria analise (Sim, eu estudo sobre o assunto). Apenas acho interessante compartilhar minha opinião e discutir de forma saudável com outras pessoas... Então pessoal, paz e amor nos comentários ♥
Então pessoal, vim aqui questionar e tentar fazer um pensamento filosófico com as mulheres (Homens também podem deixar sua opinião sobre o assunto) Sobre este movimento que tem ganhado fama e força nos últimos anos. Fui feminista na época de colegial e notei uma certa estranheza vindo do comportamento de minhas ''amigas de batalha'' com relação as pessoas ao seu redor... Eram extremamente arrogantes em muitos sentidos: Não aceitavam ajuda de homens, apenas de mulheres; Questionava e implicava sobre qualquer oportunidade minima que podiam; Julgavam continuamente garotas de ''família'' que claramente eram mais conservadoras em alguns sentidos, tentava de diversas maneiras, configurar a estética das pessoas (''Não use sutiã'' - ''Sério que você vai usar vestido?'' - ''Ah corte o seu cabelo.'' );Tendo aquelas que não se sentiam representadas pelo o movimento também sendo um alvo em potencial, e dentre outros comportamentos levemente desagradáveis e sem qualquer educação. Após presenciar isto comecei a notar que, em algumas situação, eu não era tão diferente. A ideia de independência pessoal que eu tinha era completamente distorcida e grosseira, do qual anulava minha humildade de modo geral. Senti que tinha algo errado e que eu deveria tentar ver e estudar mais sobre... Comecei a conversar com pessoas cujo não eram do movimento, e captei opiniões de cada um sobre o mesmo tema, e o resultado me surpreendeu pelo o simples padrão de comportamento que cada depoimento transmitiu.
Resumidamente, os depoimentos de modo geral contam com a maior parte a agressividade tanto verbal e até mesmo Física! A falta de empatia em si, comportamentos muito na defensiva, negação de qualquer opinião opositora, e contradições nos ''fatos'' vindos da boca de feministas diferentes (Aquele famoso ''Ah, mas o meu feminismo não é assim'' e etc). Após isto refleti um pouco mais, e realmente encontrei tais semelhanças nos boatos, usando de exemplo até mesmo as redes sociais (Que costuma ser pior, envolvendo até ameaças com o uso da violência. Sim galera... Mulher desejando estu*** para a outra... e ódio gratuito ''O que não é uma novidade...'' ) Não satisfeita, pesquisei na internet, livros, historiadores, peritos no assunto de ambos os lados da ideologia, tanto daquele que é contra quanto de quem é favor, e assim por diante...
Não irei revelar o que eu descobri, pois acredito que: Aquele que não quer ouvir criticas sobre algo que defende, não vai de fato, pesquisar os contras. Quero que as pessoas pesquisem por elas mesmas e que adquirem o habito de sempre questionar, sempre perguntar se realmente o que ela defende é o certo, ou apenas um calor do momento ou influência de pessoas importantes.. (Outro motivo tbm, é por que existe MUITO... Mas MUITO material para ser pesquisado. Se eu for escrever tudo o que eu descobri, o texto vai ficar maior do que já está....)
MINHA VISÃO SOBRE O TEMA EM GERAL:Para mim, mulher nenhuma precisa do feminismo. NENHUMA!A mulher, ela tem que aceitar a essência natural dela. Ela tem que entender que sinônimo de mulher forte não é condenar costumes tradicionais, defender o abor**, contrariar religiões, forçar as pessoas a se converter para o movimento e mudar quem elas são... Dividir os gêneros e desejar a extinção de uma delas (MULHER= BOM/ HOMEM= MAL), e ainda mais, banalizar a família e a famosa ''dona de casa'', defender e incentivar garotas a serem ''surtadas'', atacando outras que não são feministas e todos os homens que lhe convêm... Aonde o empoderamento é a traição (Pega todos) e o divórcio (Na visão habitual. Isso significa que não são mais escravas da casa, e que estavam ''presas'' pela aliança do casal e pela as próprias crias.'')Ou seja... DESTRUIR O QUE É DE FATO, UMA MULHER.
Entendam: A mulher ela é forte por natureza e não precisa sair as ruas gritando, ameaçando homens e mulheres para provar isto. O que seria do mundo sem as mulheres e seu amor e carinho? E sem os homens para testemunhar esse amor e protegê-las? Ou seja, SOMOS UMA DUPLA NATURAL QUE VIVE EM UM CICLO DE DEPENDÊNCIA INFINITA... em resumo, precisamos deles e eles precisam de nós... Mulheres tem uma essência tão bela que não é difícil de perceber em algumas. Elas transmitem o amor, carinho e a preocupação com todos que consideram. São capazes de dar a vida por quem amam e não pensariam duas vezes ao fazê-lo, são seres que se esforçam para ser o orgulho e serem lindas do jeito que são. Elas são as companheiras da vida, aquelas com o poder de fazer nascer a piedade e a bondade no coração dos homens e tudo isso é prova deste da existência... Seres delicados que pouco importam se estão de calça, ou vestido, se é princesinha ou a rebelde irada... são fortes e incríveis do mesmo JEITO e merecem de FATO o Respeito. E MULHER NENHUMA precisa do feminismo para se sentir assim, pois elas JÁ SÃO ASSIM....
(Só avisando que do mesmo jeito que tem nego sem vergonha, não significa que a mulher é uma santa pura, não confunda as coisas....)
Achou mesmo que os homens ficariam de fora? Não mesmo ♥O que seria de nós sem os homens? Sempre dispostos a igualmente nos proteger e cuidar de nós, não por que mulheres são frágeis e indefesas... Mas sim por que há homens que realmente ama sua esposa, amiga, filha, irmã e mãe que, sem pensar, entregaria sua vida por elas. Lutaram nas guerras para que, muitas vezes, não fosse necessário nossa ausência. Trabalham para tentar dar uma vida de conforto e luxo para seus filhos e esposa, tentam agradar e afasta-la de esforços da vida... Sentem gratificação em dar dinheiro e presentes para esposa, não por que ela não é capaz de gerar o próprio sustento, mas sim, por ter o prazer em vê-la feliz e satisfeita... Há homens que também choram e mal conseguem viver quando sua flor falece, se sentem incapazes e mal tem forças para continuar. Há homens que trabalham PRA CARAMBA para ganhar muitas vezes quase nada... E ainda dar um agrado a esposa ou alguém que ama, pois é o sorriso dela que motiva a luta e traz o alivio do qual faz ele ganhar o dia. Homens de verdade se sentem incomodados quando uma mulher inocente é descriminada por outro e tentam defendê-la, assim como aquele que ama vai sempre te apoiar nas vitorias e nas perdas, sempre provando diversas vezes que você é a rainha dele e pronto!
Sim, existem homens e mulheres assim... Não somos inimigos mas sim feitos para coexistir e não dividir... Sei que o mundo é um ruim e tudo isso pode ser um sonho impossível... Mas esse tipo de pessoa recupera totalmente minha fé na humanidade e me faz entender cada vez mais que o feminismo é inútil, um câncer infelizmente.
Espero não ter ofendido ninguém (O que acho impossível) e espero que aqueles que não concordam, que pelo menos tentem entender o ponto de vista antes de me apedrejar e.e Estou disposta a entrar em derivações do assunto e discuti-los tbm ^^
submitted by TiaSayu to desabafos [link] [comments]


2020.09.10 00:07 cutiemango_lover Tenho 20 anos, ainda sou virgem, tenho medo de "perder", sou muito tímida e levei um fora que acabou comigo

Ta, n sei por onde começar, então só vou contar a história que fez minha confiança ir de 0 pra - 1.
Eu sempre tive a convicção que iria perder a virgindade com alguém q significasse algo pra mim, porque eu n quero que seja uma péssima experiência e pq acredito que, pra que seja boa, a pessoa tem q pelo menos se importar comigo. Sempre fui muito tímida, totalmente travada e, mesmo tendo plena convicção q sou hétero, só consigo me relacionar "bem" com homens se estiver bêbada. Com "bem" quero dizer simplesmente ter uma conversa normal, flertar normalmente, entende? Olhando nos olhos, conversando, trocando ideia naturalmente, essas coisas...Geralmente, fico muito insegura e receosa quando estou conhecendo alguém. Teve um dia, na faculdade, que um cara aleatório ficou me encarando. O campus é enorme e n conhecia essa pessoa, mas o achei bonito. Tentei segurar a vontade de rir, mas n deu, aí óbvio que ele entendeu isso como correspondência (e era mesmo). Dps de um tempo, coincidentemente nos encontramos de novo e começamos a ficar.
Ele era muito sem filtro (o total oposto de mim) e, por algum motivo, pouquíssimo tempo depois de nos conhecermos eu me sentia bem confortável com ele. Acho q era porque ela falava muita besteira. Eu só ria e ignorava, mas foi isso q fez com que eu 'destravasse' um pouco. O problema é que n parecia q ele me via com nenhum romance. Como posso explicar? Pra ele, eu era só uma gostosa, entendeu? Inclusive, sempre que ele ia me elogiar eram coisas do tipo "Nossa, fulana, você é muito gostosa" "Nossa, seu corpo é maravilhoso", etc. Teve um dia que eu me irritei e falei "Pq vc é assim? Eu n sou só gostosa! Tbm sou inteligente, engraçada e várias outras coisas. Vc toda vez só fala isso. " Isso me magoava pq eu queria q ele me visse da mesma forma q eu estava começando a ve-lo e não ficar falando daquele jeito idiota.
Quando ficávamos, ele sempre queria ir além e além e além. Muitas vezes eu deixava pq n queria q ele me achasse uma chata e tbm n sou nenhuma santa, mas geralmente era meio demais. A primeira vez q saímos fora da faculdade era pra ser pelo menos um pouco romântica, imagino; mas só q no meio da rua ele ficou querendo botar a mão por baixo da minha roupa. Tava de noite e o lugar era deserto, mas mesmo assim! Eu fiquei falando que não, que não queria e ele usava tudo q pudesse pra me convencer. Ficou lá falando maior tempão, me manipulando, fazendo mil promessas...Ele sempre fazia isso.
Teve um dia que estávamos juntos e realmente quase chegamos lá, até hj, foi o contato mais íntimo que já tive com alguém. O clima esquentou e de repente, já estávamos um em cima do outro, mas na hora, me deu medo dele me largar assim que eu fizesse o que ele queria e eu já gostava dele. Eu nunca me senti bem com nenhum outro cara, como me senti com ele. Sempre que algum garoto me tocava, a tendência era eu me esquivar, mas com ele tudo parecia muito certo. Só q nesse dia, por causa desse meu medo, mesmo estando lá, eu desisti bem na hora e disse q não queria passar do que já tínhamos feito até o momento (eu entendo que isso pode ser muito frustrante, até um vacilo da minha parte e me senti muito mal dps por ter negado tão em cima da hora assim, mas pelo desfecho da história, atualmente n me arrependo) Óbvio que ele tentou de tudo pra me convencer, até pq, já estávamos la ne. Mas eu disse q n queria, que n estava me sentindo confiante e que não adiantava insistir, eu n ia deixar. Depois de muita conversa, ele aceitou e, pelo menos pra mim, foi bom esse dia. Eu tentei viver o momento, pq de certa forma, lá no fundo eu já percebi q dps dessa ele n ia mais querer saber de mim. E foi isso mesmo. Ele n me procurou mais, começou a me evitar e ser um grosso, então, mesmo triste, parei de procurar tbm.
Aí do nada, ele me chamou pra sair de novo. Eu, q sou uma burra, aceitei (até pq, a essa altura já gostava dele) Saímos e, enquanto estávamos comendo e conversando, ele simplesmente começou a falar de outra menina!!! Eu fiquei perplexa enquanto ele falava que n estava mais falando com um amigo dele pq ele tentou ficar com a menina q ele ficava. Quando penso sobre esse dia, n consigo entender pq n levantei e fui embora ali mesmo, mas, por algum motivo, eu fiquei lá. Depois disso uma menina postou fotos marcando ele. Eu perguntei se ele estava namorando pq no dia anterior me implorou por nudes, fez tudo que era promessa, disse q gostava de mim e etc.. Ele disse q não e eu n acreditei e parei de falar com ele.
Vários meses depois, ele me mandou mensagem de novo. Fiquei toda animada, mas estava no estágio, então esperei até o final do expediente pra olhar. Sabe quando vc quer guardar algo bom pra depois, pra poder saborear melhor? Foi tipo isso. Fiz tudo q tinha que fazer e deixei pra olhar só na hora de sair. Pensei q ele iria me chamar pra nos vermos ou simplesmente querer saber de mim, já que há um bom tempo n nos víamos. Quando fui ver a mensagem, estava na rua e ele escreveu, assim, diretamente: "Ainda não comecei a namorar (com a outra garota*). Quer fazer uma loucura comigo antes?".
Eu vi aquilo e nem acreditei, comecei a chorar no meio da rua mesmo. Me senti um lixo, uma coisa. Um objeto completamente inútil. Eu nem sei descrever o sentimento, foi horrível. Tbm me senti muito tonta e humilhada por ter ficado feliz antes. Nem ia responder, mas respondi e disse pra ele nunca mais me procurar. Dps bloqueei. Só q no Facebook, vi q ele faz com a menina tudo q nunca fez comigo.
Tudo que eu praticamente implorava pra ele fazer (e ele nunca fez), com ela, ele faz de forma aparentemente espontânea. Fala coisas bonitas e é super carinhoso. Como eu, ela tbm é artista. Na conta de artes dela, ele elogia todos os trabalhos, cita mil qualidades e é um fofo. Eu sei que parece uma coisa super boba pra me desestabilizar tanto assim, mas a verdade é q isso acabou comigo. Me destruiu. Minha inseguranças aumentou e me senti incapaz de ser vista de maneira romântica. Agora, meu medo de me relacionar aumentou ainda mais, pq as chances de acontecer a mesma coisa são grandes. Eu me sinto indigna de um relacionamento e de alguém que goste de mim e acho q nunca mais vou encontrar alguém q me deixe confortável como essa pessoa me deixava e que nunca vou experimentar um sentimentos plenamente correspondido. Foi isso, desculpa o textão e desabafo, mas tava meio engasgado. Às vezes eu esqueço, mas quando me sinto mal comigo mesma, essa é uma das primeiras coisas q lembro e fico gastando minhas noites chorando por algo q n vai mudar... Parece q é só comigo, tipo um castigo, mas sei q n. Só q às vezes é difícil de enxergar...
submitted by cutiemango_lover to desabafos [link] [comments]


2020.09.09 04:41 kriskastro Cada vez mais quebrado e tentando juntar os cacos

Gente, já li de tudo por aqui e adoro os temas sobre relacionamento. Dessa vez chegou a minha vez de desabafar. : PS: Sorry pelo textão, mas é que eu preciso externar um pouco de tudo pra ver se me serve de alguma coisa.
Já não sou mais um adolescente, mas também não chego a ser já um adulto de meia idade; mas tá perto rs. Tenho 27 anos, já beirando os 28. Nunca engatei definitivamente em um relacionamento sério e nem sei se sou preparado para isso efetivamente, serio mesmo. Minha família é meio fudi* sobre relacionamentos. Pais separados, confusões aqui e ali e até pelo que pude perceber sobre os que estão além dos meus pais, digo tios e tias, a situação não é muito animadora ou exemplar. Enfim, sinto até que de alguma forma por não ter bons exemplos ou referências em casa isso de alguma forma pode ter me afetado, me travado, ou até mesmo me ter deixado com um certo nível de ansiedade/panico. Sei lá. Moro com a minha mãe ainda e meu irmão mais novo.
Sou uma pessoa que simplesmente não sai e resolveu viver isolado na sua própria bolha; diria até que com poucos amigos próximos, digamos assim... (sabe daqueles que você pode literalmente contar com eles para o que der e vier? Pois é.). Já sou formado, pago as próprias contas, ajudo até de certa forma a segurar ainda a estrutura financeira abalada em casa. SIM, meu pai era o provedor do dinheiro como toda "família tradicional" brasileira; mas hoje me dia minha mãe já tem a fonte de renda dela que se complementa com a minha. E meu pai acho que ainda ajuda só por conta do meu irmão mais novo mesmo.
Enfim, sinto que o tempo vai passando e passando e a maneira como eu vivo hoje me incomoda. Não quero ter esse papel de "pai provedor" da família que eu ainda não tive, se é que me entendem. Sinto que preciso mudar e sair dessa zona de (des)conforto, mas ao mesmo tempo vivo um dilema entre a responsabilidade para com aqueles que estão comigo e a vontade de construir algo meu, a minha própria história. Agora assim, sair de casa pra (sobre)viver e ficar a ver navios é foda, até pq a vida sozinho é bad trip total. Nessa parte, já quero introduzir o tema o relacionamento que até então são inexistentes; penso que de alguma forma quando você tem alguém que vale a pena você lutar para que as coisas deem certo, e obviamente a pessoa também queira, de alguma forma os dois conseguem encontrar alguma felicidade em meio a tudo, mesmo diante das dificuldades.
Mas vamos lá que já estou é divagando aqui. Sobre relacionamentos: sou uma pessoa extramente fechada. Não saio. Como disse, sou de poucos ou quase nenhum amigo próximo. Não considero conhecidos ou colegas de trabalho como alguém que se pode contar muito, sabe. Obviamente pra não pirar da batatinha, pelo menos cresci aderindo ao hobby de jogar video games pra aliviar um pouco o estresse e até a deprê - na verdade herdei esse hobby da adolescência e acho que os sentimentos meio depressivos também. Tenho ps4 que mal jogo hoje em dia, mas ainda me divirto um pouco no pc com uma galera muito massa no lol kk. SIM. 27 anos jogando ainda League of Legends. Mas voltando... pra piorar um pouco, tenho de certa forma uma atração, ou sei lá um imã, pra garotas que são bem peculiares, digamos assim.
O meu primeiro contato na adolescência que talvez pudesse ter rendido um relacionamento foi com uma garota que conheci no Tinder. Eu deveria ter uns 17 anos mais ou menos. Nem tinha entrado na faculdade. Ela era gata e inteligentíssima, mas não me recordo o nome dela. Sente o drama: depois de semanas conversando e praticamente se descobrindo quase que nascidos um pro outro, ela me revelou que fazia tratamento para câncer e já faziam anos e mais anos na luta. As fotos dela eram de peruca, sabe. Tanto que depois de semanas ela começou a me mostrar as fotos já carequinha. Ela morava no interior e vinha de tempos em tempos aqui pra cidade fazer o tratamento dela. O namorado dela a deixou depois dessa bad trip. Enfim, um negócio pesadíssimo. Quase como A culpa é das estrelas. : O tempo passou, coisas aconteceram, a vida foi entrando numa velocidade frenética. A faculdade chegou, as provas, os semestres, os estágios, a rotina maluca e simplesmente fomos aos poucos deixando de nos falar e eu simplesmente não sei o final dessa história. Mas me arrependo quase que amargamente de não ter ido conhecer ela pessoalmente independente do desfecho.
Na faculdade, me apaixonei por uma garota. Mas nem vou me alongar muito. A thread da facul: depois de anos estudando juntos, me declarei pra essa garota e para minha surpresa uma amiga nossa em comum também fez a mesma coisa. A garota da história é bi e eu tinha total consciência sobre isso, mas só fiz o que meu coração mandou. Enfim, esse negócio não foi nem pra frente e nem pra trás. Nem eu e nem a nossa amiga em comum ficou/namorou essa garota. Mais uma vez o tempo foi passando e passando... até que terminei a faculdade e até onde tive notícias, hoje a garota que eu era apaixonado está namorando um cara aí. Enterrei esse amor e deixei o tempo cumprir o papel dele. Aconteceram outras coisas na faculdade também entre eu e uma outra miga, mas nem vou comentar pq não vem ao caso, simplesmente não era para ser e pronto e o pior é que até transa sem camisinha rolou kk #medo, mas calma que teve pilula e teste após isso. Então, nada de filhos não programados. Amém.
Após a facul e agora sim em um tempo mais recente. No trabalho, há uns dois anos atrás descobri que uma garota era perdidamente apaixonada por mim. Isso era novidade pra mim que já estava acostumado só com amor não correspondido, mas o drama aqui é que eu simplesmente não sentia a mesma coisa por ela. Olha só que ironia, não? Isso é foda, pq eu sabia como era gostar de alguém e isso não ser recíproco. Mas enfim, a garota foi demitida e com a demissão acho que foi-se qlq esperança de se construir algum amor - isso para os que acreditam que esse trem é construído tijolinho, por tijolinho. Eu só simplesmente não sei como funciona, desculpa.
Há seis meses atrás ou até mais, meu coração resolveu bater mais forte por alguém mais uma vez. Mais uma coisa que simplesmente não sei o pq diabos acontece, mas já aceitei que a vida é assim. Ela é uma colega de trabalho. O tempo passou, ficamos íntimos, conversamos muito, mas muito mesmo sobre absolutamente tudo. Literalmente tudo. A pandemia chegou e até hoje estamos de home office :p. O drama aqui é que eu resolvi me declarar para ela. Abri o jogo. Coloquei as cartas na mesa e joguei para ver o que iria dar. Como resposta tive um surpresa e um desagrado ao mesmo tempo. A surpresa foi em saber que ela se preocupa comigo tanto quanto eu me preocupo com ela, mas amigos... o sentimento que temos um do outro é bem diferente. Infelizmente! Ah e o drama aqui não vou entrar em muitos detalhes, mas a thread só não chega a ser pior do que a minha primeira história e a segunda. Talvez seja pior que a segunda. Envolve uma infância bem conturbada da parte dela, abusos do pai e até relacionamentos abusivos de ex. Mas como disse, não vou entrar em detalhes. Enfim, essa semana tive a noticia de que ela está com um cara ai e é isso, amigos. Mais uma vez quebrei-me em mais um monte de pedaços antes mesmo de saber o que é um relacionamento.
Agora assim, sabe o que é o pior de tudo? A sensação de baixa-autoestima que você acaba criando e acho que até uma certa ansiedade/nervosismo ou sei lá o que. Um sentimento quase como: qual é o meu problema? Será que eu não sou uma pessoa interessante? Estou fora do padrão do que costumam encontrar por ai? Enfim, neuroses que nem vale a pena perder tempo pra não cultivar bad trips. O tempo só vai passando e não há nada que eu possa fazer a respeito a não ser aceitar que as coisas são como são e pronto. E que simplesmente não sirvo para relacionamentos. Talvez isso me conforte de alguma forma.
submitted by kriskastro to desabafos [link] [comments]


2020.09.07 09:49 Jaymaplease Isso é apenas um desabafo,leia apenas se quiser (é bem longo)

Então,pra começar com esse deasabafo eu vou começar dizendo que toda vez que olho pra mim mesmo tanto no rosto quando meu corpo em geral,eu me sinto bem triste,e tipo,não é porque as garotas e garotos não vão querer ficar comigo,pra falar a verdade eu prefiro morrer sozinho,é so que,eu penso que poderia ser melhor sabe,ser mais bonito pra poder me olhar no espelho e se sentir bem com oque vê,e também,minha mãe (de consideração,jaja eu explico) tem homofobia,e ela não tem um cerebro avançado,logo,ela não vai entender oque é pansexual e vai achar que eu do o cu,oque poderia ser verdade se eu não tivesse 14 anos,mas enfim,ela comcerteza vai parar de me apoiar,e como ela não sabe que eu sou pan,ela ta na esperança de mim ter uma esposa...agora o fato dela ser a minha mãe de consideração é bem simples,errr pra resumir bem,minha mãe biológica simplesmente me abandono quando eu tinha 3 anos de idade,o motivo eu não sei,mas abandonou e também,meu pai antigamente me tratava tão mal,mesma coisa com minha mãe de consideração,tipo,ele realmente batia nela,e isso me causou muitos traumas,teve uma vez que foi dormir:eu,ela e ele juntos (minha mãe dormia com meu meio irmão) e se inicia esse seguinte diálogo Minha mãe:ta meio apertado aqui Eu: "então sai p" (é um apelido dela,por algum motivo) Meu pai com um tom de voz bravo: "É SAI LOGO" ele ta uns 3 tapa nas costa da minha mãe e ela tentando pegar o celular dela mas acaba saindo -meu celular eu procuro o celular e acho Meu pai: "ME DA ESSA POHA" eu do o celular pra ele e ele arremessa na parede minha mãe tenta pegar o celular mas ele "avança" nela mandando ela sair e ela sai Depois de um tempo ela consegue pegar Isso foi só um dos traumas...e hoje,ele age como se nunca tivesse feito isso
Bem,eu vou contar mais uma vez que meu pai foi um merda
Certa vez,minha mãe veio com uma bolsa cheia de maquiagem,e eu fui ver,e tinha um pincel de olho,e eu começo a passar ele,meus pais meio que falam de um negócio,meu pai fica puto por algum motivo e bate na bolsa,derrubando tudo,eu fiquei calmo e fui ajudar minha mãe e dei tudo pra ela e ela foi pro quarto dela No quarto: Eu com o pincel de olho na mão: "vamo fazer o seguinte,eu fico com esse pincel e te devolvo amanhã" Ela: "me da essa merda" e guarda o pincel No outro dia eu fui mexer nas coisa dela e achei o pincel,e voltei a passar no olho (nesse mesmo dia eu tinha arrancado a capa de um dicionário) e quando meu pai acorda Ele: "QUE MERDA TU FEZ" e mostra o dicionário (Eu não lembro oque ele falou depois disso mas eu disse que não sabia que ia usar o dicionário ou algo assim) Ele: "SABIA SIM" e vai no quarto do meu irmão Ele pega o pincel e diz "GUARDA ESSA POHA VIROU MULHER FOI?!" e joga o pincel na minha cara E eu guardo (óbvio,eu chorei)
E foi isso,não tem nenhum flair porque eu não considero uma história ou nice people,mesmo tendo os 2,se possivel,eu gostaria que os moderadores adicionassem um "flair" só para desabafos,o motivo é porque existem pessoas em estados piores que eu e não podendo desabafar porque não confia nas pessoas,mas saiba pessoa que esta lendo isso,você pode sempre contar com a parte acolhedora da turma,beijos ♡
submitted by Jaymaplease to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.05 05:48 haha-charadeur Sextou gostosinho

Boa madruga família. Essa noite resolvi marcar um date aqui em casa, somente eu e a consagrada (somos jovens e não moramos com ninguém do grupo de risco então tudo ok) sem mais nem menos já chamei ela pra vir conhecer meu quarto, um olhar aqui outro ali e já sabe né, linguão na certa.
O clima começou esquentar tiramos a roupa e pá, Malaquias tava como?! Mortaço! Não subia de jeito nenhum. Com essa desavença investi na garota fazendo aquele oral de qualidade aí tá. Malaquias resolve subir novamente, nisso eu já coloco a camisinha e jóia, adentro a minazinha e a maior vem aí... depois de quatro metidas adivinha, gozei (pqp pensei comigo, justo hj).
Depois desse b.o todo fomos para cozinha petiscamos, tomamos umas cervejas, conversamos sobre nossas vidas e boa. Papo vai e vem ela me convida pra ir a casa dela. Eu aceitei o convite e logo o pensamente do prazer já me tomou por completo, disse para mim mesmo que não poderia deixar aquilo arruinar minha noite.
Ao entrar na casa dela já nos pegamos nervoso, mão já vai escorregando e pá, comecei a masturba-la nisso Malaquias já tava pronto pro show, coloquei a camisinha e a meteção começou novamente.
A melhor parte vem agora, depois de toda essa meteção tive que dar mais atenção pra moça, coloquei meus dedos dentro dela e comecei a estimula-la, o negócio foi tão intenso e ela gozou, fiquei feliz pois é a primeira dama que faço gozar. Depois que ela atingiu seu orgasmo, ela continuou sentando em mim para que eu pudesse gozar também.
Enfim, para eu que achei que a noite ia ser péssima (pq pqp depois de quatro bombada na mina, gozar é foda) ela terminou maravilhosamente bem, transamos mais e a fiz atingir seu orgasmo.
submitted by haha-charadeur to desabafos [link] [comments]


2020.09.05 04:27 frdnt Despindo o Homem Encapuzado

A teoria abaixo é parte de uma serie de textos escritos por Cantuse em seu blog. Link: https://cantuse.wordpress.com/2014/09/30/the-hooded-man-uncloaked/
-------------------------------

O MANIFESTO : VOLUME II, CAPÍTULO III

Provavelmente, um dos maiores mistérios de A Dança dos Dragões é a identidade do homem encapuzado. Muitas pessoas foram propostas, de Robett Glover a Harwin e ao próprio Theon em algum estado dissociativo.
No entanto, acredito que posso fazer uma conclusão mais convincente de que o homem encapuzado não é nenhuma dessas opções mais conhecidas. Este ensaio explica minha teoria sobre o homem encapuzado e seu propósito em Winterfell.
Colocando minhas cartas na mesa, aqui estão as principais afirmações que faço:
NOTA: Este ensaio pode ser controverso em sua construção e conclusões. Deve-se notar que a identidade do homem encapuzado não é verdadeiramente crítica para que o restante do Manifesto valha a pena. Este ensaio é bastante independente, não afetando mais nada no Manifesto.
Em outras palavras, se você não gosta deste ensaio, pode simplesmente ignorá-lo e continuar.
[...]

PRIMEIROS SINAIS DO GIGANTE

Eu gostaria de um breve momento para destacar algo importante.
– Para lutar com Lorde Stannis, temos que encontrá-lo primeiro – Roose Ryswell observou. – Nossos batedores saíram pelo Portão do Caçador, mas até agora nenhum deles retornou.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Batedores estão desaparecendo do lado de fora do Portão do Caçador. Este é o mesmo portão onde Mors Crowfood parece chegar um ou dois dias depois:
O rufar parecia estar vindo da Matadelobos, além do Portão do Caçador. Estão do lado de fora das muralhas.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
O desaparecimento dos batedores parece algo pelo qual Mors seria responsável. É consistente com o que encontramos no capítulo liberado de Theon de Os Ventos do Inverno: construir obstáculos e impedir ou matar aqueles que saem dos portões. No mínimo, Mors não quer que nenhum batedor encontre seu bando de garotos e informe a Roose Bolton.
Mais importante, os batedores ausentes indicam que Mors estava realmente fora de Winterfell há pelo menos um dia (talvez mais) antes de tocar seus berrantes de guerra.
Mas por que ele ficaria lá aguardando em segredo?
Para responder a essa pergunta, temos que mergulhar no mistério do homem encapuzado.

O IDIOTA DOS RYSWELL

É difícil imaginar o tipo de mente obtusa que é necessária para ser Roger Ryswell. Há algo de suspeito sobre a magnitude e a natureza de sua idiotice.
O Idiota dos Ryswell
Eu gostaria de um momento para mostrar algumas passagens:
– Um bêbado – Ryswell declarou. – Mijando da muralha, aposto. Escorregou e caiu.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
– Esses mortos eram todos homens fortes – disse Roger Ryswell –, e nenhum deles foi apunhalado. O Vira-Casaca não é nosso assassino.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
Roger Ryswell grunhiu.
– Se não é ele, quem é? Stannis tem algum homem dentro do castelo, isso está claro.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
:::
Ryswell não estava convencido.
– Ele, no entanto, ama seus bifes, costelas e tortas de carne. Rondar o castelo na escuridão exigiria que deixasse a mesa. O único momento em que faz isso é quando procura a latrina para uma de suas longas horas agachado.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Vejam, pode ser apenas eu, mas não parece que ele está quase deliberadamente negando qualquer explicação possível para os assassinatos?
Da perspectiva de um leitor, não é também uma estranha coincidência que Roger faz afirmações que contradizem vários truques que nós realmente vimos em A Dança dos Dragões:
Roger nega que as três diferentes conspirações que descobrimos sejam verdadeiras ou se tornarão verdadeiras posteriormente no livro e rapidamente descarta o restante.
Como uma pessoa consegue ser tão boa em acidentalmente impedir uma investigação de assassinato?
Falta de contato visual
Quando você pensa no Homem Encapuzado e na descrição que temos dele, existem apenas dois detalhes que vêm à mente: sua capa e seus olhos.
Mais adiante, cruzou com um homem que vinha na direção oposta, uma capa com capuz agitando-se atrás dele. Quando se encontraram frente a frente, seus olhos se encontraram brevemente. O homem colocou a mão na adaga.
– Theon Vira-Casaca. Theon assassino de parentes.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Assim, vemos que Theon dá uma rápida olhada na capa do homem. Vemos também que Theon evita contato visual com o homem.
Essa falta de contato visual pode ser importante para determinar a identidade do homem encapuzado. Não há dúvida de que Theon evita o contato visual em geral, podemos supor que isso aconteça de vez em quando.
No entanto, gostaria de apontar outro exemplo muito interessante que mostra Theon evitando deliberadamente o contato visual ou olhar para o rosto de uma pessoa:
Pernas de Aço o levou pelo Grande Salão, até o solar que certa vez fora de Eddard Stark. Lorde Bolton não estava sozinho. A Senhora Dustin estava sentada com ele, o rosto pálido e severo; um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell; Aenys Frey estava em pé perto do fogo, as bochechas vermelhas com o frio.
– Me contaram que você anda vagando pelo castelo – Lorde Bolton começou. – Homens reportaram terem visto você nos estábulos, nas cozinhas, nos barracões, nas ameias. Foi observado perto das ruínas das torres caídas, do lado de fora do velho septo da Senhora Catelyn, indo e vindo do bosque sagrado. Nega isso?
– Não, ‘nhor. – Theon fez questão de falar mal a palavra. Sabia que aquilo agradava Lorde Bolton. – Não consigo dormir, ‘nhor. Eu caminho. – Manteve a cabeça baixa, olhos fixos nas velhas tábuas corridas no chão. Não seria sábio olhar sua senhoria no rosto.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Você notou o rosto que Theon não conseguiu explicar?
A Senhora Dustin estava sentada com ele, o rosto pálido e severo; um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell; Aenys Frey estava em pé perto do fogo, as bochechas vermelhas com o frio.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Por que obtemos descrições dos rostos de Barbrey Dustin e Aenys Frey, mas apenas a capa e o broche de Roger Ryswell? Ora, mesmo que Theon não olhe para Roose Bolton, ele pelo menos explica a razão para não fazer isso.
Tenha em mente que este interrogatório acontece logo após o encontro de Theon com o homem encapuzado, então o contato visual furtivo pode ser um indicativo de um comportamento continuado daquele encontro anterior.
Além disso, um detalhe extremamente pequeno é que Theon se detém na capa de Roger, o único outro detalhe que temos sobre o homem encapuzado.
Existem outros elementos interessantes do interrogatório de Theon:
Dedos perdidos
Quando a Senhora Dustin exige que Theon remova suas luvas: Roger Ryswell não mostra nenhum interesse nos dedos perdidos de Theon. Os outros participantes (Barbrey Dustin e Aenys Frey) comentam especificamente sobre suas mãos. Ryswell não o faz, em vez disso, descarta imediatamente Theon como um suspeito, não com base nos dedos, mas na falta de força de Theon. Ele também o chama de vira-casaca aqui. Talvez sua falta de interesse nas mãos de Theon seja porque ele acabou de vê-los.
Vassalos rivais
A outra coisa interessante sobre Ryswell aqui é sua aversão particular por Wyman Manderly. Embora insultar o personagem de Manderly seja muito comum, Manderly e Ryswell não têm grandes motivos para animosidade e, portanto, as observações de Ryswell sobre Wyman parecem bastante enfáticas:
– Ele, no entanto, ama seus bifes, costelas e tortas de carne. Rondar o castelo na escuridão exigiria que deixasse a mesa. O único momento em que faz isso é quando procura a latrina para uma de suas longas horas agachado.
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Este é um insulto particularmente venenoso.
Há um homem no norte que fez comentários grosseiros deste tipo sobre Wyman. Mors Papa-Corvos Umber:
– Manderly? – Mors Umber fungou. – Esse grande saco bamboleante de banha? Seu próprio povo caçoa dele, chamando-o de Lorde Lampreia, segundo ouvi dizer. O homem quase não consegue andar. Se espetasse uma espada na sua barriga, dez mil enguias torceriam-se para fora.
(ACOK, Bran II)
Os Umbers e Manderlys são conhecidos por entrarem em conflito por várias questões, como a herança das propriedades da Senhora Hornwood. Independentemente de qualquer trégua atual que possam ter, Mors continua sendo uma pessoa improvável de conter tais comentários depreciativos.
Agora você pode ver que estou começando a afirmar os dois pontos a seguir:
Devo admitir que, até agora, apresentei evidências interessantes, porém circunstanciais.
Não tenho dúvidas de que esses pontos parecem apenas parcialmente sólidos até agora. Mas tenha fé. O resto virá em alguns instantes.

O GRILHÃO DE RUBI

Então, onde está o “grilhão de rubi” - a braçadeira que Melisandre colocou em Mance Rayder em A Dança dos Dragões?
Sabemos que esse grilhão parecia criar e sustentar um glamour (ou ilusão), que Mance Rayder era na verdade Camisa de Chocalho.
Esta parece ser uma ferramenta incrivelmente valiosa, especialmente quando se fala sobre os tipos de atividade furtiva em que Mance e Mors estão envolvidos.
Então onde está? O que pode ser feito com isso?
Mance Revelado
Em primeiro lugar, sabemos que Mance não está usando a braçadeira de rubi, ou que ela pelo menos está desativada. Sua aparência como Abel é muito parecida com sua aparência original em A Tormenta de Espadas:
Uma mulher grávida estava em pé junto a um braseiro, cozinhando algumas galinhas, enquanto um homem grisalho com um esfarrapado manto preto e vermelho estava sentado numa almofada, de pernas cruzadas, tocando uma alaúde e cantando.
(ASOS, Jon I)
O Rei-para-lá-da-Muralha não se parecia em nada com um rei, e tampouco se parecia com um selvagem. Era de média estatura, magro, com feições bem definidas, astutos olhos castanhos e longos cabelos castanhos já quase totalmente grisalhos.
(ASOS, Jon I)
Os dedos de Abel dançavam pelas cordas de seu alaúde. A barba do cantor era castanha, embora seu longo cabelo já estivesse em grande parte cinza.
(ADWD, Theon)
Então, como ele removeu o grilhão de rubi?
O texto deixa claro que o grilhão de rubi não interfere de forma alguma com o livre arbítrio de Mance, conforme implícito no conforto de Melisandre de que suas visões diriam se Mance era uma ameaça para ela, e em ela sentir que ter o filho de Mance é o que obriga a sua lealdade.
Com isso em mente, não há razão para deixar a algema em Mance.
Um fator adicional é o fato de que a Camisa de Chocalho é absolutamente horrível. Ninguém acreditaria que ele é um cantor e artista, e mesmo que acreditasse, sua aparência mereceria mais escárnio do que qualquer outra coisa.
Além disso, Melisandre tem interesse em ver Mance bem-sucedido. Se o grilhão de rubi pode ajudar nessa tarefa, parece não haver razão para que ela interfira. Afinal, a missão de Mance é vital para a campanha de Stannis, quão importantes são os segredos dela em comparação a isso?
As regras do jogo
Melisandre revela alguns dos mecanismos internos de seus glamours:
– Os ossos ajudam – disse Melisandre. – Os ossos se lembram. As seduções mais fortes são construídas com tais coisas. Uma bota de um homem morto, um tufo de cabelo, um saco de dedos da mão. Com palavras suspiradas e orações, a sombra de um homem pode ser tirada de um e vestida em outro como um manto. A essência de quem veste não muda, apenas sua aparência.
(ADWD, Melisandre)
Isso é interessante porque é incoerente com as preferências de Martin sobre a implementação de magia em romances de fantasia:
Eu simpatizo mais com a maneira como Tolkien lidou com a magia. Eu acho que se você vai fazer magia, ela perde suas qualidades mágicas caso se torne nada mais do que um outro tipo de ciência. É mais eficaz se for algo profundamente desconhecido e maravilhoso, e algo que pode tirar o fôlego.
(George RR Martin sobre magia vs ciência: Weird Tales)
Isso sinalizar imediatamente para os leitores de que algo importante está acontecendo aqui: Martin decidiu que revelar o mecanismo interno dos feitiços era mais importante para a história do que preservar o encanto da magia.
Embora isso não seja evidência de nada em particular, certamente deixa aberta a possibilidade de que Martin não apresentou desordenadamente os mecanismos subjacentes do glamour sem um bom motivo. O trecho sobre glamours é notável precisamente porque não é característico de sua representação da magia em As crônicas de gelo e fogo .
Deixando de lado as opiniões de Martin sobre magia na ficção, também é notável que Melisandre forneça essas explicações naquele momento. Afinal, supostamente nunca mais veremos o glamour ou o grilhão de rubi novamente. Por que se preocupar em explicar tudo, se é irrelevante para Mance ou Jon Snow?
Juntas, essas ideias soam como se Martin pensava que os glamours eram importantes o suficiente para explicar aos leitores, sugerindo importância futura.
Quem está com o grilhão?
Se Mance não está usando a algema, onde está?
A melhor maneira de lidar com essa questão é considerar a origem primeira... quem terá autoridade final sobre quem fica com o grilhão?
Melisandre.
Agora reflita:
Faz todo sentido do mundo que ela o deixe usá-lo. Não há absolutamente nenhuma evidência de que Jon o tivesse, e é altamente duvidoso que ela o daria a outra pessoa ou privaria Mance de sua utilidade.
Isso significa que Melisandre deu o grilhão a Mance, colocando-o em posição de dá-la a qualquer pessoa que encontrar. Portanto, a ideia de que Mors Papa-Corvos estava com o grilhão é, no mínimo, plausível.
A ideia de que Mors está com o grilhão faz muito sentido: fornece a ele uma maneira de acessar Winterfell e garantir que tudo esteja pronto para a missão de resgate. Afinal, Mors deve ter considerado a possibilidade de que Mance falhou em sua missão, Mors não poderia simplesmente tocar sua bateria e soprar suas buzinas indefinidamente.
No entanto, fazer 'muito sentido' e ser a resposta definitiva são duas coisas muito diferentes. Será necessário investigarmos mais para tornar esta afirmação convincente.
* * *
Não, não expliquei nem articulei que Mance sabe usar a braçadeira. Mas acredito que o convencimento de que o grilhão será usado pode ser feito sem que este fato seja revelado.

MORTE DE UM RYSWELL

Se eu acredito que Ryswell é um antagonista secreto?
Não. Roger Ryswell está morto .
Deixe-me explicar.
Um broche de cabeça de cavalo
Roger Ryswell usa um broche ímpar para prender sua capa:
um broche de ferro com o formato de uma cabeça de cavalo prendia a capa de Roger Ryswell
(ADWD, Um Fantasma em Winterfell)
Lembre-se do que Melisandre disse:
– Os ossos ajudam – disse Melisandre. – Os ossos se lembram. As seduções mais fortes são construídas com tais coisas. Uma bota de um homem morto, um tufo de cabelo, um saco de dedos da mão. Com palavras suspiradas e orações, a sombra de um homem pode ser tirada de um e vestida em outro como um manto. A essência de quem veste não muda, apenas sua aparência.
(ADWD, Melisandre)
Parece ser uma observação justa que o broche (e talvez a capa) seria uma fonte ideal para um glamour.
A confusão de Theon
Havia uma passagem no início de A Dança dos Dragões que sempre me intrigara:
Uma coluna de cavaleiros veio logo atrás, liderada por um fidalgote com uma cabeça de cavalo em seu escudo. Um dos filhos de Lorde Ryswell, Fedor soube. Roger, ou talvez Rickard. Ele não sabia quem era quem quando estavam separados.
– Estes são todos? – o cavaleiro perguntou, do alto de um garanhão castanho.
(ADWD, Theon)
Portanto, vemos que Theon tem problemas para diferenciar Roger de Rickard. É possível então que ele pudesse confundir os dois, dentro de determinadas circunstâncias.
Tenho certeza de que a confusão não está presente em situações de grupo, em que seria capaz deduzir qual deles era com base nas ações dos demais. Essa confusão seria mais proeminente em situações em que ele não tivesse outras pessoas para ajudar: em situações silenciosas e solitárias.
A utilização mais proeminente dessa dificuldade ocorre na noite anterior ao início dos assassinatos:
Sob a Torre Queimada, passou por Rickard Ryswell com o nariz enfiado no pescoço de outra das lavadeiras de Abel, a gordinha com bochechas de maçã e nariz achatado. A garota estava descalça na neve, embrulhada em um manto de pele. Ele imaginou que estivesse nua por baixo. Quando ela o viu, disse algo para Ryswell que o fez gargalhar.
(ADWD, O vira-casaca)
É interessante considerar que este aí pode ter sido Roger Ryswell.
A oportunidade
Com base na descrição, a esposa de lança nesta cena é Frenya, uma mulher corpulenta que é bastante habilidosa no combate: na tentativa de fuga, ela conseguiu lutar com uma lança de um dos guardas de Bolton e ferí-lo.
Quando você reflete sobre Frenya estar realmente se atirando sobre Roger (e não Rickard), as hipóteses de repente ganham vida!
Roger está sozinho em uma área isolada de Winterfell, com a esposa de lanças Frenya. A oportunidade de matar Roger para pegar seu broche e sua capa surgiu.
Lembre-se de que os assassinatos começam a acontecer na manhã seguinte a Theon ver Ryswell com Frenya.
A teoria
Usando as ideias que apresentei até agora, gostaria de montar uma teoria sobre Roger Ryswell.
  1. Frenya atraiu Roger Ryswell para o topo da muralha interna de Winterfell. Ela pegou a capa dele e então o empurrou para a morte.
  2. Esta capa foi então atirada ou enviada para Mors Papa-Corvos.
  3. Mors, em posse do grilhão de rubi, usou a capa para parecer Roger e entrar em Winterfell.
  4. Ele então fica por perto, talvez debatendo coisas ou reunindo conhecimentos. Ele participa das investigações dos assassinato, sabotando-as.
  5. Ele encontra Theon na famosa cena do “Homem Encapuzado” e novamente no interrogatório.
  6. Sua presença no interrogatório é o que dá a Mors a confiança de que a missão pode começar.
    Essa teoria faz sentido por alguns motivos:
Vernáculo compartilhado
Sempre houve uma notável semelhança entre duas afirmações, uma feita por Mors Umber e a outra pelo encapuzado:
– Theon Vira-Casaca. Theon assassino de parentes.
– Não sou. Eu nunca... eu era um homem de ferro.
– Falso é tudo o que você era. Como é que ainda está respirando?
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
:::
Em vez disso, ele choramingou através de dentes quebrados e disse:
– Sou...
– ... um vira-casaca e assassino de parentes, – Papa-corvos completou. – Segurará essa língua mentirosa ou a perderá.
(TWOW, Theon – tradução minha)
É notável que pouquíssimas pessoas se refiram a Theon como um assassino de parentes: Mors, Rowan e o Homem Encapuzado.
Mas isso nada se compara ao fato de que o homem encapuzado e Mors chamam Theon de vira-casaca, assassino de parentes e mentiroso / falso ... exatamente na mesma ordem.
Por algum tempo, isso sugeria a possibilidade de Mors ser o homem encapuzado, mas seu olho a menos [de Mors] me impedia de explicar essa possibilidade.
No entanto, a braçadeira de rubi subverte esse problema perfeitamente.
Ocultando o corpo
Vamos revisitar o primeiro assassinato, usando essa teoria como um guia.
Para refrescar sua memória:
Com esta teoria como guia, de repente fica claro: a primeira vítima de assassinato, o corpo enterrado na neve, era na verdade Roger Ryswell.
Em primeiro lugar, há algo muito singular neste assassinato em comparação com todos os outros: o corpo estava escondido.
Os outros assassinatos estavam todos à vista e tiveram um claro componente psicológico. Este corpo não era para ser descoberto:
Se as cadelas de Ramsay não o tivessem desenterrado, ele poderia ter ficado lá até a primavera. Quando Ben Ossos o puxou, Jeyne Cinza havia comido tanto do rosto do morto que meio dia se passou antes que soubessem com certeza quem era: um homem em armas de quatro e quarenta anos que marchara para o Norte com Roger Ryswell.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Além disso, é interessante que o rosto tenha sido comido porque tornou a identificação impossível. Caberia quase inteiramente a “Roger Ryswell” apurar a identidade do homem. Talvez seja por isso que Roger foi tão rápido em descartar o corpo como sendo apenas um bêbado.
Mais uma coisa a notar é que “Roger” declara que a vítima provavelmente estava mijando à beira da muralha:
– Um bêbado – Ryswell declarou. – Mijando da muralha, aposto. Escorregou e caiu. – Ninguém discordou. Mas Theon Greyjoy se perguntou por que um homem subiria por degraus escorregadios de neve até as ameias, na escuridão da noite, apenas para mijar.
(ADWD, Um fantasma em Winterfell)
Isso poderia de alguma forma implicar que as calças do homem morto estavam abertas ou abaixadas?
Fosse esse o caso, não poderia ser mais provável que o homem estivesse envolvido em um ato sexual quando caiu e morreu? No mínimo, certamente parece mais plausível que um homem procurasse um canto recluso para fazer sexo no alto das muralhas do que que ele tenha escalado uma muralha para mijar.
Resumidamente, se o morto estivesse no meio de algo que envolvesse seu pênis ficar fora das calças enquanto estava em cima das muralhas, provavelmente seria para sexo e não para urinar.
Se for esse o caso, temos que reconhecer que no dia anterior à descoberta do corpo, Theon viu um Ryswell com Frenya. Naquele momento, Theon observa que Frenya provavelmente “estivesse nua por baixo” da capa de pele de urso. Isso parece implicar que eles estavam fazendo (ou iam) fazer sexo. Minha opinião pessoal é que Frenya atraiu Roger Ryswell para o topo das muralhas, prometendo sexo oral. Durante o ato, ela agiu e o matou.

Preparado o palco

Voltando aos pontos iniciais deste ensaio, há questões que precisam de respostas:
  1. Dado que Mors e Mance colaboraram na missão de resgate, como Mors saberia que Mance estava pronto para levar a missão a cabo?
  2. Como Mance saberia que Mors estava fora de Winterfell, pronto para receber Arya?
  3. Por que Mors permaneceria em segredo fora de Winterfell por um dia ou mais antes de tocar seus berrantes?
Mors poderia facilmente indicar a Mance que ele estava no a postos: os berrantes de guerra fazem isso muito bem.
O verdadeiro problema é informar Mors de que a missão de resgate está pronta para acontecer. Para isso, os selvagens precisam ter algum tipo de sinal ou outra forma de se comunicar com Mors. Também pode haver detalhes específicos que modificam quaisquer planos que Mors e Mance possam ter inicialmente traçado.
Em última análise, Mance e Mors iria precisar de alguma forma de se comunicar. Eu acredito que foi por isso que Mors permanece por vários dias fora Winterfell antes de anunciar sua presença com os berrantes de guerra. Ele usa sua presença icógnita para acessar Winterfell e verificar se tudo está pronto para a tentativa de resgate. Talvez seja por isso que os batedores tenham desaparecido, para garantir o disfarce ou algo semelhante.

IMPLICAÇÕES

Existem algumas idéias (e questões) interessantes que surgem a partir deste ensaio:
O que aconteceu com o grilhão de rubi?
Eu acredito que é entregue a Mance antes da partida final de Papa-Corvos do castelo. Isso ocorre porque há evidências de que isso é fundamental para a “estratégia de saída” de Mance.
Senhora Dustin ou o outro Ryswell não notariam?
Os Ryswells se odeiam abertamente. Eles não prestam muita atenção às nuances do comportamento de seus irmãos.
Os Ryswells eventualmente não perceberiam que Roger estava desaparecido (depois que Mors saiu)?
Eventualmente. Não acho que Mors ou Mance realmente se importariam, e ninguém teria ideia do que realmente aconteceu.
submitted by frdnt to Valiria [link] [comments]


2020.09.03 21:43 sspiritusmundi Sou muito criativa, o que me faz ser uma boa mentirosa

Meus pais sempre foram muito duros comigo quando eu acabava fazendo alguma cousa errada ou me envolvia numa confusão. Certa vez, apanhei de uma garota mais nova q eu quando tinha uns 10 anos e tive que ouvir como eu era uma lesada retardada por não ter revidado.
Aos poucos, fui deixando de confiar nos meus pais. Qualquer segredo eu guardava comigo, mesmo que envolvesse situações perigosas.
Eu sempre fui criativa a ponto de inventar histórias na hora. Acontece que a minha vida sempre foi meio chata, então eu acabava inventado histórias ou acrescentando mais detalhes inventados pra parecer mais legal. Hoje eu tento me controlar quanto a isso, não sei se chega a ser mitomanía.
submitted by sspiritusmundi to desabafos [link] [comments]


2020.08.31 18:25 basketcaseboy Como lidar com alguém que sofreu abusos?

Oi, eu tô meio abalado então eu vou direto ao assunto, não sei se aqui vocês costumam se apresentar ou coisa do gênero, mas no meu caso não é necessário.
Eu conheci uma garota faz 367 dias, e ela sempre foi muito legal comigo, e a gente flertava desde o primeiro dia que a gente começou a se falar. Os detalhes do nosso relacionamento não são tão importantes pra a história, mas é só pra dar um contexto.
Ela é melhor amiga de um grande amigo meu, a qual vou dar o nome de Canário e como a gente tava num relacionamento enrolado (eu e ela), ele volta e meia me aconselhava sobre o que ela sentia sobre certas situações rotineiras de um relacionamento, Canário fazia o mesmo para ela, como se fosse um mediador do relacionamento, mas era algo bem natural.
Mas eu percebi depois de um tempo que estar com ela não tava me fazendo bem, por quê ela nunca foi muito comunicativa, sempre foi meio confusa quanto à nossa relação, e às vezes era bastante apática quando eu tentava discutir nossa relação.
Agora vem a parte bizarra
Ela sempre falava em como os pais dela eram um saco pra ela, mas não de uma forma como qualquer jovem fala, sabe? Não era como se fosse tipo: "nossa minha mãe é uma escrota, não deixou eu sair!!"
Não, as coisas que os pais dela faziam eram bem mais embaixo, e em grande maioria sem nenhum motivo. Ela já relatou várias vezes onde a mãe dela só sem motivo agredia ela verbalmente/psicologicamente, não mostrava nenhum respeito pelo espaço e pelas coisas dela, e muito menos pelos sentimentos/estado mental da garota.
Eu realmente não quero ser o cara que fala com detalhes tudo que acontece, mas confiem em mim, aquele é definitivamente um espaço que eu não queria estar inserido, e muito menos ela.
Além disso, recentemente o Canário me contou que muitos dos problemas dela vêm de abuso sexual vindo do irmão mais velho. Ela já tinha me falado que tinha algum trauma sexual, e eu sabia disso, mas nunca soube a extensão do problema, nem de onde vinha.
Eu não sei quantas vezes foram, por quanto tempo, se rola até hoje, mas uma coisa eu sei: os pais dela sabem.
E eles só não ligam/não fizeram nada.
Eu já me sentia meio culpado por me afastar dela, mas agora eu me sinto mais, ela é uma pessoa que precisaria muito do meu suporte, mas eu não sei se eu consigo dar, e eu quero tanto ajudar ela, mas seria tão desgastante, eu me sinto culpado por não dar apoio.
Ela tá a poucos meses de sair da casa dos pais, mas ela tem uma irmã mais nova de uns 6/7 anos, e ela não pode simplesmente roubar a irmã da guarda dos pais, nem sei se ela pode contar pros pais as merdas que o irmão fazia. É um problema que me deixa completamente de mãos atadas.
Eu sei que todo mundo tem um trauma, e que isso faz parte da gente, mas eu tenho tanta pena dela, e como isso afeta a vida dela, que eu simplesmente tenho medo de me conectar com ela de novo, é como se agora que eu sei, tivesse uma carga negativa nela e eu absorvesse isso frequentemente.
submitted by basketcaseboy to desabafos [link] [comments]


2020.08.26 03:26 Wizard_without_magic Eu não sei o que eu tenho

Bom, eu não sei exatamente qual é o meu problema, talvez seja a mimha aparência, extremamente magro. Eu nunca peguei nenhuma garota, tentei poucas vezes também, mas as vezes que eu tentei não deram certo. Tenho pouco contato com mulheres, acho que de certa forma, mulher é meu ponto fraco. Nos últimos dias eu tinha encontrado no FB uma menina, na qual chamei, e conseguiu render um assunto (o q é raro pra mim)... no fim das contas ela pediu se podiamos conversar no whats... (em meus pensamentos: "uooow soldado promovido") Conversamos no whats, tudo parecia muito bem... eu gostava muito de falar com ela, até que começamos a trocar mensagens mais """românticas""", ela dice q eu tinha chances com ela e tals... e eu fui criando expectativas (esse foi meu erro). Até sugerimos de se encontrar algum dia. Mas o tempo foi passando, e eu percebi que ela foi perdendo o interesse de falar comigo. Isso começou a me deixar muito mal... pq eu já tinha toda a expectativa criada na minha cabeça... Até que um dia ela nem me respondeu mais... Eu via ela online... e ainda visualizava meus status. Botei uma idireta, e ela respondeu pedindo desculpas...
Bom... o vácuo já bastou pra mim perceber q ela n quer nd cmg mais, e n tem interesse algum. O que eu sentia por ela era meio precosse(eu gostava mt dela)... e ela com certeza sentia pouquíssima coisa por mim, e agora acho q nada mais. Fiquei muito mal, chorei... mas agora to melhor... apenas mais uma q não deu certo... não é a primeira vez q algo do tipo me acontece.
Poxa... nem punheta eu conseguia bater mais... de tanto q eu gostava dela. N sei se tem algo aver mas...
O problema é eu achar outra pessoa igual a ela... no geral eu n consigo puxar assuntos e nem nada, e com ela eu me dava super bem.
Atualmente estou no exército... quando eu sair acho q vou procurar uma psicóloga pra falar sobre esse detalhe da minha vida... mas no momento, o que posso fazer é esperar o tempo passar, agonizar. Só tenho q tomar cuidado pra n fazer nenhuma besteira, agora eu tenho conciencia... mas na hora em q estou como sentinela cm o fuzil, os pensamentos não podem ser mal pensados.
E o motivo dela ter perdido o interesse em mim, com certeza foi minha carência, eu ficava bajulando mt ela... dando boa noite... dorme bem... se cuida... bjo Ela q começou mandando isso, e eu so continei. Nunca tinha recebido um Boa noite, se cuida etc... de uma pessoa a não ser a minha mãe.
Escrevi isso aqui pq eu não tenho exatamente ninguém q eu confio pra falar sobre isso.
Obg por ler
submitted by Wizard_without_magic to desabafos [link] [comments]


2020.08.25 23:46 MatGhost Relacionamento distante

Opa,boa noite galera,de boas?Bom,eu queria tá compartilhando um pouco do que tô sentindo nesse momento de minha vida.Tenho 18 anos,e nunca namorei antes,nem se quer fiquei com alguma garota ou algo assim,por diversos motivos na vdd,timidez,insegurança,e me apaixonei por poucas garotas de verdade na minha adolescência(Tipo em 2018 onde gostei de duas garotas,em momentos diferentes claro,mas ambas já eram mães kkkk)enfim,algumas poucas garotas até já gostaram de mim,mas no fundo eu n sentia o mesmo por elas,então achei melhor deixar pra lá msm.Atualmente,eu tenho gostado muito de uma garota da minha idade,me identifico bastante com ela,o único problema é que ela mora bem longe e é relativamente famosa e conhecida na internet.Sei q pode parecer apenas uma fase ou algo do tipo,mas desde de Fevereiro desse ano tenho ela na cabeça,e nem consigo lembrar de um dia no qual não pensei nela ate hoje,mas não me entendam mal,não é nada obsessivo,porém sinto que estou mudando meu comportamento para melhor por causa dela até,venho tentando sempre melhorar minha qualidade de vida e talz,como se fosse uma inspiração ou que ela esteja realmente mechendo comigo sem saber.Enfim,decidi que iria correr atrás dela,não no mal sentido kk,mas sim que iria fazer de tudo pra conquista la,mesmo estando a 2000km de distância e que nossas vidas sejam bem diferentes.Sla,acabo sempre escolhendo as coisas mais difíceis na minha vida,pq la no fundo sei que vale a pena.Simultaneamente,sinto uma insegurança enorme dentro de mim,afinal,infelizmente não existe nenhuma garantia de que isso dara certo mesmo que dê tudo de mim,sinto medo de ela encontrar outra pessoa antes mesmo de eu a conhece la melhor(Afinal,ela é uma garota mt bonita na internet,tem muito cara se jogando nela e talz,e parece que ela prefere olhar bem mais pra caráter e virtudes que beleza ou riqueza,oq me faz gostar ainda mais dela),mesmo que o que mais importe é que ela fique feliz no final das contas independente da pessoa que estiver ao lado dela(Sei que posso estar exagerando um pouco nos meus sentimentos ja que nunca nos conhecemos pessoalmente,mas sinto algo diferente por ela mesmo assim),e tb não quero ser babaca,msm que meu esforço me leve até ela,caso não seja da vontade dela eu irei compreender completamente.Me sinto meio perdido tb,fico sem saber oque fazer,pois além de morarmos bem longe,ela já tem uma vida estabelecida de certa forma,enquanto eu ainda estou no 1° ano de universidade,inclusive atrapalhado pela pandemia,temo que meu único modo de me aproximar dela seja pela internet mesmo.Enfim,coloquei isso como um grande objetivo em minha vida,sim,sei que posso estar exagerando,mas é tenso mandar no coração kk,o importante é nunca agir sem razão tb.No mais,luto pra tirar esses pensamentos negativos da cabeça e seguir sempre em frente,o bom é que estou evoluindo enquanto me inspiro nela,tipo,sou um cara que sempre tenta tirar tudo que poder de qq coisa,seja um filme,livro,anime,game,e até com ela,tento aprender algo novo pra minha vida e por em prática.No final das contas,isso é mais um desabafo dessa situação,sei q se contar isso pra pessoas mais próximas eles podem me zuar,falando que isso é impossível ou que eu tô sonhando alto demais,não que eu deixe isso me abalar muito,mas sinto que revelar isso pra pessoas próximas não vai mudar tanta coisa,mas qualquer conselho é bem vindo,principalmente se você já passou por uma situação similar.Obrigado pela atenção e já peço perdao pelo texto enorme kk,só queria jogar isso um pouco pra fora
submitted by MatGhost to desabafos [link] [comments]


2020.08.22 03:24 frdnt A estrada para a Vila Acidentada

O texto abaixo é uma tradução de um artigo originalmente publicado no blog de Cantuse. Ele é o 9º texto de uma série de teorias que ele chama de “O Manifesto”.
O MANIFESTO : VOLUME II, CAPÍTULO I
O volume anterior [deste manifesto] não mediu esforços para estabelecer que Stannis, Melisandre e Mance conspiraram para resgatar Arya Stark.
Os detalhes desse resgate foram, até agora, vagos. O Volume II do Mannifesto visa detalhar precisamente a totalidade das jornadas de Mance ao longo de A Dança dos Dragões e além.
Sabemos que Mance primeiro deixou Jon com o objetivo declarado de resgatar Arya Stark. No entanto, o Volume I mostrou com detalhes meticulosos que o resgate também era necessário para ajudar Stannis.
Após o último encontro de Jon com Mance no capítulo de Melisandre, não o vemos novamente até o capítulo O Príncipe de Winterfell no castelo dos Stark.
O que aconteceu entre esses dois períodos?
Responder a esta pergunta requer uma análise detalhada das razões para Mance estar em Castelo Negro e qual era seu objetivo imediato ao partir. Para esses fins, este verbete do Manifesto afirma os seguintes pontos:
DEIXADO PARA TRÁS
Em Jon IV de A Dança dos Dragões, Stannis declara que está dando Camisa de Chocalho a Jon Snow. Por quê?
Afinal, Jon imediatamente declara que não tem uso para Camisa de Chocalho alegando que ele os trairá e retornará aos selvagens ou que outros membros da Patrulha da Noite irão matá-lo.
Mesmo assim, Stannis não muda de postura e deixa Camisa de Chocalho com Jon.
Por mais enigmático que pareça, explicar as razões para deixar Camisa de Chocalho em Castelo Negro é surpreendentemente simples - principalmente quando você compreende que Mance e Stannis conspiraram juntos.
A grande questão
Há uma grande questão que paira sobre tudo até agora dito em relação a Mance e Stannis:
Por que Stannis intencionalmente deixou Mance para trás?
Já mostrei que o plano quase certamente consistia em Mance se infiltrar no casamento e sequestrar Arya. Mas isso por si só não requer que Mance permaneça em Castelo Negro. Ele poderia ir para qualquer lugar, até mesmo com o próprio Stannis, se desejasse.
Qual foi então a razão para deixar Mance em Castelo Negro?
Outro Enigma
Antes de Stannis deixar Castelo Negro, ele tinha planejado originalmente levar os Thenns com ele. Eles deveriam ser sua vanguarda.
No entanto, Jon convence Stannis a deixá-los para trás.
Mais tarde descobrimos que os Thenns foram subsequentemente movidos para Vila Toupeira junto com todos os outros selvagens (ADWD, Jon V). Na verdade, eles foram rebaixados a serem iguais a estes colegas.
O que levanta questões importantes:
Por que Camisa de Chocalho não foi rebaixado da mesma forma?
Por que ele foi especificamente dado a Jon, como uma sumidade única entre os selvagens?
Quando você pensa sobre isso, parece que Stannis quer que Mance esteja o mais próximo possível de Jon.
Antes do Anúncio
Dado que Melisandre teve sua visão da garota cinza antes de Stannis partir para Bosque Profundo, isso significa que os conspiradores (Melisandre, Mance e Stannis) sabiam sobre o casamento antes mesmo de os anúncios terem sido enviados.
NOTA: Alternativamente, eles poderiam ter ficado sabendo através do serviço de “inteligência” de Arnolf Karstark.
Agora, aqui está o detalhe importante: eles não sabiam onde o casamento seria realizado.

As hipóteses

Isso nos traz às minhas hipóteses:
  1. Mance foi deixado para trás porque o local do casamento não fora confirmado ou era desconhecido.
  2. Arranjos foram feitos para que Mance fosse rapidamente informado do local do casamento assim que fosse conhecido.
Isso é bastante convincente quando você pensa a respeito. Mance precisaria estar em um lugar que pudesse receber mensagens para saber o local do casamento. Se ele estivesse viajando com um exército, não teria sido capaz de obter essa informação em tempo hábil.
Além disso, permite que ele viaje como uma 'unidade' à parte dos exércitos de Stannis.
Claro, essa hipótese não seria nada sem evidências e raciocínio válido.
O LOCAL É A CHAVE
A descoberta do local do casamento é simples. Explicar alguns dos detalhes do pano de fundo não é.
Pressão do Grupo
Pra começar, Jon recebe um 'anúncio de casamento' de Ramsay (ADWD, Jon VI) . Ele lê na presença de Mance (disfarçado de Camisa de Chocalho) e até lê o conteúdo em voz alta. Ele diz especificamente que o casamento será em Vila Acidentada.
Jon não conta a ninguém sobre esta carta ou seu conteúdo, mas Melisandre o confronta naquela mesma noite, tentando obter sua permissão para 'salvar sua irmã'. Só podemos supor que Mance contou a ela sobre a carta e foi isso que a levou a se aproximar, principalmente quando você nota que Melisandre não falava em privado com Jon desde o início do livro.
A observação é clara:
Já posso ouvir suas perguntas e objeções:
Não é um tanto presunçoso pensar que Mance iria apenas coincidentemente descobrir a localização do casamento ao ouvi-lo por acaso de Jon?
Parece improvável ou ao menos pouco seguro supor que um 'convite de casamento' seria enviado a Castelo Negro.
* * *
Escalando janelas
Tenho certeza de que Mance descobriria o local do casamento pelas cartas de Jon de uma forma ou de outra.
Acredito que ele planejava descobrir o local do casamento escalando os aposentos de Jon e lendo as cartas deixadas em sua mesa. Foi um acaso Mance ter ouvido Jon lendo a carta.
Mance até sugere isso de uma forma indireta:
– Eu poderia visitar você tão facilmente, meu senhor. Aqueles guardas em sua porta são uma piada de mau gosto. Um homem que escalou a Muralha meia centena de vezes pode subir em uma janela com bastante facilidade. Mas o que de bom viria de sua morte? Os corvos apenas escolheriam alguém pior.
(ADWD, Melisandre)
Ele basicamente diz que se ele escalasse a janela de Jon não seria para matá-lo.
* * *
É claro que isso não é uma prova concreta. Mas lembre-se de que as evidências até agora indicam fortemente que Mance, Melisandre e Stannis estavam em conluio. É quase óbvio que a carta de Jon foi o que motivou a “missão” de Melisandre e Mance.
Se Jon não tivesse lido a carta em voz alta, Mance teria sido obrigado a lê-la por algum outro meio . E a única maneira viável de fazer isso seria subir em sua janela.

UM CONVITE IMPROVÁVEL

Como demonstrei, a ideia de que Mance pudesse esperar por um convite (ou similar) contendo o local do casamento parece carregada de incerteza.
Abordei a logística de como Mance ficaria sabendo do local do casamento. Mas depende da certeza de que Jon receberia um convite em primeiro lugar: uma suposição bastante duvidosa.
Por que os Boltons enviariam um convite para Jon?
Por que Stannis, Mance e os demais estariam tão certos de que Jon receberia um?
Isso não faz sentido
Quando você pensa sobre isso, realmente não faz sentido enviar um convite para o casamento a Jon:
No entanto, apesar de todos os motivos para não fazê-lo, Jon recebe um convite.
Por quê?
O convite de Jon nem mesmo faz sentido por causa de uma passagem específica nele:
Jon não viu motivo para não contar.
– Fosso Cailin caiu. Os cadáveres esfolados dos homens de ferro foram pregados em postes ao longo da estrada do rei. Roose Bolton convoca todos os senhores leais para Vila Acidentada, para confirmar a lealdade ao Trono de Ferro e celebrar o casamento de seu filho com... – seu coração pareceu parar por um momento.
(ADWD, Jon VI)
Jon não é um lorde (sim, ele é Lorde Comandante, mas não é a mesma coisa), nem sua lealdade é relevante para seu trabalho.
Caro Senhor ou Dama
Se você der um passo para trás e refletir bem, a carta parece que poderia ter sido endereçada a outra pessoa.
Além disso, a carta foi escrita com sangue, e o sangue está descascando:
A tinta marrom se desfez em pedaços quando Jon passou o polegar sobre ela.
(ADWD, Jon VI)
Asha recebe uma carta semelhante, também escrita com sangue. O sangue não está descascando no dela.
Isso sugere que a carta de Jon talvez seja mais antiga.
Isso nos leva à minha teoria:
Mors Crowfood encaminhou seu convite para Jon.
Está claro tanto em A Dança dos Dragões quanto nos capítulos liberados de Os Ventos do Inverno que Mors estava conspirando com Mance em Winterfell. Eu exploro e sintetizo o relacionamento deles no próximo ensaio, Uma Aliança de Gigantes e Reis.
Mors estava aparentemente tão envolvido na missão de Mance quanto qualquer outra pessoa.
Faz sentido que ele encaminhe seu convite com base no fato de que ele sabe que é o que Mance precisa.
Nenhuma outra explicação viável parece estar disponível, pelo menos nenhuma que faça tanto sentido.
Tendo explicado a logística por trás do que desencadeou a missão de Mance, podemos passar aos detalhes da jornada de Mance a Vila Acidentada.

O BARDO DE VILA ACIDENTADA

O convite de casamento original recebido por Jon indicava que o casamento seria em Vila Acidentada, mas não vemos Mance / Abel até que Theon chegue em Winterfell.
Então o que aconteceu?
Mance viajou diretamente para Winterfell? Ou para Vila Acidentada*?*
Colocando de forma clara, Mance viajou primeiro para Vila Acidentada. Isso não é apenas coerente com a teoria montada até agora, mas dá sentido a algumas coisas.
Cavalos Velozes
Primeiro, Mance pede especificamente bons cavalos:
– Precisarei de cavalos. Meia dúzia dos bons. E isso não é algo que eu possa fazer sozinho. Algumas das esposas de lança encurraladas na Vila Toupeira devem servir. Mulheres podem ser melhores para isso. A garota vai confiar mais nelas, e elas me ajudarão com certo estratagema que tenho em mente.
(ADWD, Melisandre)
Ele poderia ter pedido simplesmente cavalos sem precisar esclarecer os que são bons. Essa pequena adição implica que ele planeja uma cavalgada com afinco.
Uma janela de oportunidade
Em segundo lugar, há uma quantidade considerável de tempo disponível para Mance e suas esposas fazerem a viagem:
Os homens haviam estado dezesseis dias na caçada […].
(ADWD, Fedor III)
Isso se refere à quantidade de tempo que Ramsay gastou rastreando os Freys desaparecidos. Isso significa que os convites já foram enviados há algum tempo. Havia três semanas ou mais para Mance fazer a viagem.
Uma pista sutil
Por todas as aparências externas, no entanto, não há evidências de que Mance realmente tenha chegado a Vila Acidentada.
Ou será que existe?
Há um trecho sutil e facilmente esquecido que poderia ser o murmúrio de uma pista. Quando Theon e Roose Bolton estão cavalgando por Vila Acidentada, Theon faz a seguinte observação:
Passaram por um estábulo e por uma pousada fechada, com um feixe de trigo pintado na placa. Fedor ouviu música através das janelas.
(ADWD, Fedor III)
Esta é uma pousada entre o salão de Harwood Stout e o da Senhora Dustin em Vila Acidentada. A música indica que algum menestrel ou trupe de menestréis deve estar tocando. Não há indicação de que haja homens Frey ou Manderly na vila (provavelmente acampados fora do perímetro da vila). Em qualquer caso, este é o tipo de pousada que você suspeitaria que os viajantes frequentassem. Além disso, os estábulos também são atraentes, visto que Mance estava viajando a cavalo.
Uma vez que sabemos que Mance partiu para Vila Acidentada e sabemos que ele teve tempo suficiente para fazer a viagem, devemos concluir que ele está em algum lugar por lá. Para ele em particular, faz bastante sentido chegar cedo por vários motivos:
Deve-se observar que, mesmo que você discorde que a citação significa que Mance está naquela taverna, temos todos os motivos para acreditar que Mance teria visitado Vila Acidentada. E com isso em mente, suas opções ainda seriam as mesmas descritas aqui.

COLETA DE INFORMAÇÕES

Observando o conhecimento a que Mance está exposto em Vila Acidentada, devemos ser capazes de estimar que tipo de conhecimento ou inteligência ele pode ter reunido.
Despensa Stout
Bem, uma coisa que quase certamente pode haver rumores em Vila Acidentada é que Harwood Stout está ficando sem comida por causa da gula de Ramsay. O texto ainda aponta que esses fatos estão sendo revelados pelos próprios servos de Stout:
Seu anfitrião, um grisalho senhor menor de um braço só, chamado Harwood Stout, sabia que era melhor não negar seu pedido, embora suas despensas devessem estar bem perto de se esvaziar. Fedor ouvira os servos de Stout murmurando sobre como o Bastardo e seus homens estavam comendo todo o estoque de inverno.
– Ele vai se casar com a filhinha de Lorde Eddard, dizem – a cozinheira de Stout reclamou, sem perceber que Fedor estava ouvindo –, mas é a gente que ele vai foder quando a neve começar, escrevam minhas palavras.
(ADWD, Fedor III)
Portanto, isso indicaria que Stout está ciente de um futuro sombrio para sua casa, sua família, seu povo - a menos que ele possa encontrar reabastecimento em algum lugar. Sabemos que Ramsay tem abusado de seu anfitrião de outras maneiras, como permitir que seus cães matem os cães de Stout. É muito provável que Stout odeie Ramsay.
O valor de tal inteligência não é claro, mas ainda é uma parcela de conhecimento que pode ser útil mais tarde.
Ódio de Dustin
O simples fato de que Ramsay está hospedado no salão de Stout já revela muito sobre política. Lembre-se de que Mance estava presente no conselho de guerra de Stannis (ADWD, Jon IV), onde Jon apontou que os Dustins e Ryswells estavam ligados aos Boltons pelo casamento.
A observação de que Ramsay não é bem-vindo no salão da Senhora Dustin sugere fortemente que sua lealdade a Roose Bolton não se estende ao próprio Ramsay. Outro fato útil.
Os Freys Desaparecidos
Ramsay diz que perguntou sobre os Freys desaparecidos em cada aldeia e fortaleza que eles encontraram.
Seria razoável que Mance soubesse disso no caminho para Vila Acidentada, ou que o boato estivesse circulando quando ele chegou à pousada em Vila Acidentada.
***
Como você pode ver, isso dá a Mance uma vantagem em diferentes maneiras de explorar as várias tensões dentro das forças de Bolton.
Em particular, ele sabe que os Freys e Manderlys têm objetivos opostos, e que Stout e Dustin desprezam Ramsay.

CONCLUSÕES

Sabemos que o casamento de Ramsay foi transferido para Winterfell. Também sabemos que Mance também foi para Winterfell e se infiltrou se passando por um trovador viajante e sua “família".
No entanto, este olhar sobre as atividades de Mance em Vila Acidentada mostra que ele teve uma compreensão muito boa da dinâmica da política em jogo antes mesmo de chegar, conhecendo como colocar as casas umas contra as outras.
Também é possível (mas não confirmado) que Mance pode até mesmo ter feito um acordo com um dos senhores presentes em Vila Acidentada naquela época.
***
Esta entrada no Mannifesto nos diz tudo o que acontece a Mance antes de chegar a Winterfell, exceto por uma questão gritante:
Mance encontrou Mors “Crowfood” Umber em seu caminho até Vila Acidentada
O encontro desses dois idealizadores é fundamental para os planos de Mance em Winterfell. A razão de eu atrasar a discussão sobre Mors Crowfood é porque é mais fácil entender os argumentos que vou apresentar se eu os relacionar aos vários eventos em Winterfell ocorridos depois da chegada de Mance.
Para continuar lendo o Manifesto e aprender sobre a relação entre Mance e Mors, vá para Uma Aliança de Gigantes e Reis.
submitted by frdnt to Valiria [link] [comments]


2020.08.19 17:00 fabioassuncao Uma tragédia de três cavaleiros

O texto abaixo é uma tradução da teoria bem conhecida, de mesmo nome, elaborada por u/M_J_Crakehall.
………………………………………………...
Os Ventos do Inverno tem muitos fios de enredo soltos, muitos dos quais são difíceis de adivinhar o resultado. Mas um com muito potencial, mas poucas previsões, é o enredo de Coração de Pedra, que está ligado à história de Brienne, Jaime, Irmandade, Freys de Correrrio e das Gêmeas, Terras Ocidentais e Terras Fluviais. Há tanta coisa acontecendo nesta pequena porção de terra que é difícil apontar o que exatamente acontecerá. Muitos personagens afetam uns aos outros de tantas maneiras que é difícil dizer o que poderia acontecer com todos eles. Hoje, vamos nos concentrar apenas em três, no entanto, e um único evento. Vamos conversar com Senhora Brienne, Sor Jaime e Sor Hyle Hunt.
Em primeiro lugar, um lembrete de onde esses personagens estão atualmente na história. Senhora Coração de Pedra capturou Brienne de Tarth, Podrick Payne e Hyle Hunt. Sob a ameaça da morte dos dois últimos, Senhora Coração de Pedra envia Brienne para encontrar Jaime e trazê-lo para ela. No capítulo de Jaime I em A Dana dos Dragões, Brienne encontrou Jaime e disse a ele que o Cão de Caça está com Sansa e eles devem ir procurá-los. Parece bastante óbvio que Brienne está atraindo Jaime para uma armadilha.
– A garota. Você a encontrou?
– Encontrei – disse Brienne, a Donzela de Tarth.
– Onde ela está?
– A um dia daqui. Posso levá-lo até ela, sor... mas você precisa vir sozinho. Caso contrário, o Cão de Caça a matará.
Agora, podemos debater se Brienne contaria a Jaime sobre o que está por vir. Eu consigo ver que ela contaria a ele e eles se preparariam durante a viagem, mas também pude vê-la mentindo para proteger Podrick e Hyle Hunt. No entanto, acredito que Jaime Lannister ficaria desconfiado e cauteloso no caminho. Claro, quando eles enotrarem Coração de Pedra, haverá algumas discussões entre todos os personagens e um grande diálogo, mas isso seria material para outro tópico. Vamos ao Julgamento de Jaime Lannister. O trunfo de Jaime seria colocar tudo em um julgamento por combate, como é normla entre os seguidores dos Sete e os próprios rebentos de Lannister. Eu considero altamente provável que Thoros de Myr concordasse em fazer um julgamento por combate, pois é o tipo de julgamento praticado pela Irmandade, e assim Coração de Pedra pode não ter opção a não ser concordar, talvez esperando que a justiça divina finamente recaia sobre os Lannisters.
Mas Lady Coração de Pedra não vai deixar isso seguir tão facilmente. Ela tem Jaime Lannister em suas mãos. A traição dele está olhando diretamente para ela. Então ela vai querer um campeão que sabidamente ganhará. E ela se lembra de Brienne e de seu juramento. Senhora Coração de Pedra poderia nomear Brienne como sua campeã, tanto para matar Jaime quanto punir Brienne por sua traição a Senhora Catelyn Stark.
– Não compreendo. O que foi que ela disse?
– Perguntou como se chama essa sua lâmina – respondeu o jovem nortenho com o justilho de pele de ovelha.
– Cumpridora de Promessas – Brienne respondeu.
A mulher de cinza silvou por entre os dedos. Seus olhos eram dois poços rubros ardendo nas sombras. Voltou a falar.
– Não, ela disse. Chame-a de Quebradora de Promessas. Foi feita para a traição e o assassínio. Ela a batiza como Falsa Amiga. Como você.
– Para quem fui falsa?
– Para ela – disse o nortenho. – Poderá a senhora ter se esquecido de que um dia jurou se pôr ao seu serviço?
E agora ... podemos finalmente falar sobre a estrela deste show: Sor Hyle Hunt. Sor Hyle está (ou melhor, estava) a serviço de Lorde Randyll Tarly e era o capitão do portão. Ele deixa Lorde Randyll Tarl. Em parte porque está cansado de Tarly, mas provavelmente para ficar com Brienne e tentar cortejá-la. Diga o que quiser de Hyle Hunt, mas há duas coisas verdadeiras sobre ele: ele é um cuzão e se preocupa com Brienne até certo ponto. Ele é bem aberto sobre querer a mão dela em casamento ou mesmo sobre ir para a cama dela à noite para provar seu valor.
– Deixe a porta do seu quarto destrancada esta noite, e eu me esgueirarei para sua cama para lhe demonstrar a verdade do que digo.
– Se o fizer, será um eunuco quando for embora – Brienne levantou-se e se afastou dele.
Um fato interessante é que quando Brienne lhe diz não, ele escuta e respeita que ela não queira que ele faça isso. Então, ele claramente a respeita. Até certo ponto. Já que fica ambíguo se ele apenas a quer por conta de suas terras. Ele até menciona isso, como uma possível forma de se provar digno dela.
– O que quero ganhar é você, a única descendente viva de Lorde Selwyn. Sei de homens que se casaram com desmioladas e bebês de peito por propriedades com um décimo do tamanho de Tarth. Não sou Renly Baratheon, confesso, mas tenho a virtude de ainda estar entre os vivos. Há quem diga que esta é a minha única virtude. O casamento seria útil para ambos. Terras para mim, e um castelo cheio disto para você – indicou as crianças com um movimento de mão. – Eu sou capaz, asseguro-lhe. Gerei pelo menos uma bastarda, que eu saiba. Não tenha medo, não a obrigarei a acolhê-la. Da última vez que fui vê-la, a mãe me deu um banho com uma panela de sopa.
Veja, eu estou dando bastante destaque ao lado mais leve desse personagem, mas isso é ASOIAF, portanto deve haver um equilíbrio. Hyle Hunt não é um exemplo perfeito de consorte. Longe disso. A primeira vez que ouvimos falar dele é quando Brienne nos conta do jogo que ele inventou para que algum cavaleiro a seduzisse.
Tinham feito uma aposta.
Dissera-lhe que tinha nascido entre três dos cavaleiros mais novos: Ambrose, Bushy e Hyle Hunt, de seu próprio pessoal. Mas à medida que a notícia se espalhava pelo acampamento, outros tinham se juntado ao jogo. Cada homem tinha de comprar a entrada na competição com um dragão de ouro, e a soma total iria para aquele que conseguisse desvirginá-la.
Não era o mais legal dos caras, mas parece que está melhorando. Se não completamente, pelo menos um pouco. Mas o jogo teve um grande impacto em Brienne, como era de se esperar. Então é claro que ela proibiu seus avanços, como deveria. Porém, Hyle Hunt é persistente, como mostrado pelas outras citações acima.
Sabendo que Sor Hyle Hunt é um homem persistente e inteligente, acho que seria provável que se Senhora Coração de Pedra nomeasse Brienne de Tarth como sua campeã, ele se ofereceria para lutar pela Donzela de Tarth. Porém, se ele lutasse contra Sor Jaime Lannister, acredito que perderia e morreria dizendo algo sincero para Brienne ou algumas palavras duras para Jaime.
Em primeiro lugar, acredito que existem algumas razões pelas quais acho que Hyle tentaria lutar contra Jaime Lannister e, no fim, perderia. Uma delas é que ele poderia fazer isso para provar a Brienne que ele se importa com ela e mostrar sua perícia. É algo que ela pode ter visto em sua luta com Rorge, mas Brienne estava um pouco ocupada naquele momento. Outra razão é que quando Jaime e Brienne retornam e interagem com Coração de Pedra, Hyle pode ver o relacionamento deles através de como eles falam e agem e presume o pior. A pior parte de Hyle pode aparecer aqui, enquanto ele desafia Jaime para um duelo não pela liberdade, mas pela mão de Brienne e para irritar o regicida.
Hyle parece ser um bom lutador, se mantendo firme na luta contra Rorge e Dentadas, embora não tenhamos detalhes de suas próprias proezas. Ele tem inteligência e muita autoconfiança, como Bronn.
Sabemos que Hyle pode sentir um certo ciúme de Jaime Lannister e ele não é o tipo de pessoa que desiste de pedir a mão de uma certa mulher em casamento. Como afirmado acima, ele pede diversas vezes, de muitas maneiras diferentes. Também sabemos sobre seu estilo de luta e como ele é observador, podendo até a desafiar Jaime Lannister agora que ele perdeu sua mão em espada. Então, como ele perderia para Jaime? Como Sor Hyle Hunt cairia depois de fazer uma reinvidicação tão grande e ter mostrado alguma destreza na luta contra Rorge e Dentadas?
Bem, temos algumas coisas em jogo aqui. A primeira é que ninguém sabe que Jaime tem treinado sua mão esquerda com Sor Ilyn Payne em segredo. É possível que Jaime tenha aprendido um pouco, e poderíamos ver em uma luta como essa alguma recompensa narrativa para este seu treinamento. Mas isso não quer dizer que Jaime esteja de volta ao que era. Longe disso, ele provavelmente está, no máximo, no nível de esgrima de Balon Swann. Mas só isso não o coloca em pé de igualdade contra Hyle Hunt. Não, Hyle Hunt tem complicadores que ele pode subestimar ou superestimar.
Hyle Hunt tinha sido espancado com tanta violência, que seu rosto estava inchado quase até deixar de ser reconhecível. Tropeçou quando o empurraram, e quase caiu. Podrick o agarrou pelo braço.
– Sor – disse o garoto com ar infeliz quando viu Brienne. – Quero dizer, senhora. Lamento.
Como mostrado acima, Hyle foi espancado até ficar quase irreconhecível. No tempo do duelo, ele poderia ter se curado um pouco, mas quem sabe como isso poderia alterar sua visão, audição ou capacidade de pensamento. Ele ainda poderia estar cansado, sem treinar por algum tempo. Coração de Pedra parece tê-lo mantido acorrentado esperando o retorno de Brienne. Ele estaria fora de forma e exausto, e todos nós sabemos como George joga com o realismo de seu mundo. Isso, combinado com a probabilidade de seu desafio ser feito apenas por despeito, poderia diminuir suas chances contra Jaime imensamente. Ficar fisicamente e emocionalmente exausto depois de muitas surras e esperar que Brienne traga de volta o homem que ela realmente ama pode ter um grande impacto sobre ele em tal luta. Então eu acredito que ele perderia e acabaria morto na lama ou morrendo lentamente,
Mas por que Lady Coração de Pedra deixaria Hyle Hunt lutar no lugar de Brienne? Vamos deixar o motivo óbvio fora do caminho e apontar que ninguém sabe que Jaime conseguiu progredir de volta a uma habilidade mediana com a espada, e sua vitória seria um choque para todos. Assim como a vitória de Sandor contra Beric chocou Arya Stark, a vitória de Jaime chocaria Catelyn morta-viva. Mas há mais do que isso. Alguns membros da Irmandade podem ver algo de poético em Hyle lutando em nome de Brienne e apoiar a decisão. Acho que isso é menos provável, mas pode pesar na escolha de Hyle. Lady Coração de Pedra também pode deixar Hyle participar porque ela não se importa necessariamente com quem mata Jaime, só quer que isso seja feito, e pode pensar que Brienne poderia poupar Jaime, já que ela se importa com ele.
Senhora Coração de Pedra podia até vislumbrar a truculência implícita na oferta de Hyle Hunt e presumir que ele venceria. Afinal, ele trabalhava para Randyll Tarly e uma das poucas qualidades de Tarly é que ele é um bom comandante de batalha. Ela pode assumir que Hyle é um lutador talentoso ou ao menos bom o suficiente para vencer Jaime.
Portanto, analisamos Hyle Hunt e suas motivações, o resultado provável e as razões para Senhora Coração de Pedra concordar com isso. Mas há um motivo pelo qual chamo isso de “Uma Tragédia de Três Cavaleiros”. Seria muito temático e adequado para a história como um todo. O título, é claro, está relacionado à Senhora Brienne, Sor Jaime, Sor Hyle e seus respectivos arcos de cavalaria. Acredito que este capítulo seria da perspectiva de Brienne, para torná-lo ambíguo quanto à verdadeira natureza de Hyle e romantizar parcialmente o momento enquanto ainda se aprofunda naquele realismo que George R. R. Martin ama. Afinal, ele não joga apenas com o lado áspero das coisas. Ele tem uma mão em ambos os mundos. E os outros dois personagens se pareceriam com as diferentes da mesma moeda.
Jaime Lannister veria o lado romântico, o lado do homem lutando pela mulher que ama. Ele pode até ser grato a Hyle por se oferecer no lugar de Brienne. Duvido muito que Jaime queira matar Brienne, e é muito provável que a história de Jaime não termine aqui. Não, ele derrotaria Hyle com prazer aqui se isso significar que ele está seguro e Brienne também. Salvar Podrick também é bom, mas não sabemos bem os sentimentos de Jaime por ele.
Hyle Hunt, no entanto, permaneceria rancoroso da mesma forma que Petyr Baelish. Ele se pareceria com aquele realismo áspero de que fazer algo motivado por malevolência e ciúme se voltaria contra ele. Eu diria que vimos Hyle Hunt como suas melhores intenções durante as viagens com Brienne. Idiota como fosse, ele nunca a forçou ou foi longe demais. E sabemos que George R. R. Martin adora nos mostrar os dois lados de cada personagem. E a última vez que Hyle Hunt esteve em sua pior fase foi no passado.
Acredito que neste momento, em uma explosão de peso emocional, ele viraria a pior versão de si mesmo. Tendo esperado por Brienne sabe-se lá por quanto tempo, apenas para perceber que ela nunca ficaria com ele. Em vez disso, seria trocado por este homem que não apenas quebrou seus juramentos, mas não podia nem mesmo lutar ou proteger sua mulher. Parte de Hyle acreditaria que suas virtudes de cavaleiro implorariam a ele para lutar por ela como qualquer cavaleiro faria. E o que seria mais cavalheiresco do que dois homens adultos lutando na lama por sua liberdade e por uma mulher que ambos amam?
TL; DR - Eu acredito que Jaime exigirá um julgamento por combate, e quando o fizer, Senhora Coração de Pedra irá nomear Brienne de Tarth, mas Hyle Hunt toma seu lugar como campeão por sentir rancor pelo afeto entre Jaime e Brienne. Hyle Hunt luta contra Jaime, mas perde devido ao seu estado de exaustão e ao novo treinamento de Jaime, e morre lá na lama. Uma batalha pela liberdade de muitos e pelo amor de uma mulher, embelezando ainda mais os temas da cavalaria que abrange cada um dos três personagens.
………………………………………….
E vocês, acham que acontecerá assim? Acham que quem será o POV do julgamento de Jaime?
Comentem =)
submitted by fabioassuncao to Valiria [link] [comments]


2020.08.19 02:57 fotosintetico Minha tristeza e aflição por falta contato com garotas

Eu cresci em uma família muito religiosa, por isso cresci achando q namorar sem o intuito de se casar era errado Sendo assim acabei q por muito tempo me distanciando das garotas sem conversar sem tocar sem nada desde criança, nunca soube como sequer falar,por isso elas sempre me trataram com diferença e nojo ,sofri e sofro com as consequências até hoje de nunca ter me aproximado muito de garotas ,olho para os lados e me vejo diferente dos outros vejo eles crescendo na vida conversando com garotas todos eles, e eu até hoje sem ter uma grande conversa ,beijo ou sequer um abraço,até hoje passo por depressões vão e vem , a sensação de ser diferente dos dos outros sempre me deixou muito mal ,saber q todos a minha volta já namoraram se beijaram me detona ,não ter me aproximado na idade certa acabou comigo transformando em uma luta diária de não me aproximar, Minha irmã sempre teve bons contatos com meu pai de falar sobre namoro, aos 14 anos ela conversou com meu pai sobre, e ele disse q só deixaria ela namorar qnd ela tivesse 16, o tempo passou hoje tenho 16 anos e nunca conversei com ele sobre Os meus pais sempre desconfiavam q minha irmã estava namorando ,passando por seria discussões entre eles ,hoje ela tem 21 anos e namora com um cara a 3 e meus pais apoiam, Uma das coisas que mais me deixa mal e que mesmo a minha irmã tendo passado por tudo que eu passei ela ainda beijou com 12 anos namorou várias vezes ,teve mais amigos homens do que mulheres ,e eu ainda aqui com 16 e nada E de mim meus pais nunca suspeitaram nunca colocaram regras me fazendo ainda mais triste por nem meus próprios pais pensarem algo melhor de mim
Isso acaba comigo diariamente
submitted by fotosintetico to desabafos [link] [comments]


2020.08.18 20:21 MissGatinha KAREN E CARLS, UMA DUPLA DE DAR PENA.

Olá Luba, editores, turma que está a ver, papelões, jebas, gatas e possível convidado.
Bem, a alguns anos conheci Karen. Gostávamos de jogos e nos dávamos bem, sempre levava ela para festas, pizzaria, cinema, ela vinha dormir na minha casa, sempre dividia tudo com ela. Meus pais nunca gostaram muito da nossa amizade, diziam que ela tinha inveja de mim, pois se ela por exemplo, pedisse refri e depois eu pedisse suco, ela pedia para trocar por suco, além de outras coisas. Já da parte dela, ela nunca queria que eu brincasse com as outras garotas, sempre queria que eu ficasse grudada com ela e eu tinha que brincar do que ela mandava.
Porém com o passar dos anos nossos gostos mudaram, ela brigava e me atacava por coisas bestas e eu já não a considerava tanto como uma amiga, tentava evitá-la. Ela fazia coisas estúpidas, ria forçado de coisas estranhas, ela fez uma amiga chamada Carls, me lembro delas fazerem piadas de mim, me mandarem pro inferno, desejarem a minha morte, e me chutarem. Elas me humilhavam e tiravam sarro de mim. Segundo elas era só uma "brincadeira". Eu tentava não ligar, fazia de tudo para agradá-las, tentar ser amigas, nunca gostei de encrenca.
Enfim, sempre tinha uma garota que andava com Carls, parecia comigo, ela sempre agradava Carls mesmo recebendo comentários cruéis em troca. Certa vez puxei um papo com ela e tínhamos muito em comum, viramos melhores amigas, diferente da Karen, Júlia me levava a sério, me respeitava e me tratava como uma amiga.
Depois de alguns meses entramos em quarentena, porém a Júlia ia fazer aniversário, só que por causa da quarentena, a cidade da tia dela (local onde ela iria comemorar) foi totalmente interditada. Ela ia passar o aniversário sozinha. Por mais que não fosse o indicado, resolvi convidá-la para dormir na minha casa. Conversamos com a mãe dela, tomamos todas as precauções possíveis e ela veio.
Foi divertido, passamos o dia todo brincado, dançando e cantando, no final da noite minha mãe ia trazer uma pizza e alguns lanches para a gente ver filme, arrumamos tudo e resolvemos postar algumas fotos no status.
Bem Lubinha, o problema foi que para não chatear Karen que era muito ciumenta, resolvi tirá-la do meu vizualizador do status. Postamos as fotos, minha mãe chegou e... Aí começou tudo.
Recebi várias mensagens da Karen me atacando. Ela me chamava de falsa, traidora, falava várias palavras de baixo calão e nos insultou. Minha mãe ficou indignada, logo ela que nunca foi de falar nada falando aquelas coisas.
Sem contar que ela falou:
-"Você me conhece a anos e nunca fez porr* nenhuma para mim, agora a Júlia que você conheceu a alguns meses, já vai lá e faz um FESTÃO! Mas eu aposto que você não esperava que eu estivesse na casa de Carls também."
Primeiro eu só me questionava o porquê dela poder ir para a casa de Carls quando bem entendesse, e eu não poder sequer convidar uma amiga para a minha casa, sem que ela viesse me atacar e querendo satisfação de um assunto onde nem foi chamada. A maioria das nossas brigas começavam com essa iniciativa toalmente irracional da parte da Karen, realmente me sentia falando com uma criança.
E sério, era só uma pizza e alguns lanchinhos, nada comparado as festas da escola e do cursinho que meus pais levavam eu e Karen, sendo que pagávamos comida e tudo para ela. É sério, realmente não me lembro dela ter feito algo parecido ao menos uma vez para mim.
Eu disse:
-"Karen, eu não te convidei por causa da pandemia, e se você realmente é minha amiga deveria ficar feliz por eu estar me divertindo".
Ressaltei:
-"Aliás, é ótimo que você esteja com a Carls, assim não é só eu que me divirto. Aproveite bastante e se divirtam".
OBS: Repostado.
submitted by MissGatinha to TurmaFeira [link] [comments]


A Garota Certa ••Gacha Life••{Mine-Série}•(1/?) - YouTube Como Escolher Uma Namorada  A Mulher Certa - YouTube CONHECI A 2ª GAROTA MAIS LEGAL DO MUNDO - YouTube Como ser a pessoa certa de alguém?! COMO SER A PESSOA CERTA PRA ALGUÉM?  NAMORO CRISTÃO ... CLAUDIO DUARTE, COMO ESCOLHER A PESSOA CERTA Ela Não é a Mulher Certa Como saber se é a pessoa certa para mim? - YouTube Diego Pacheco ser a garota certa - YouTube COMO SER POPULAR NA ESCOLA NOVA by Ashley - YouTube

COMO ESCOLHER A GAROTA DE REBOTE CERTA QUE NãO SE APEGARá ...

  1. A Garota Certa ••Gacha Life••{Mine-Série}•(1/?) - YouTube
  2. Como Escolher Uma Namorada A Mulher Certa - YouTube
  3. CONHECI A 2ª GAROTA MAIS LEGAL DO MUNDO - YouTube
  4. Como ser a pessoa certa de alguém?!
  5. COMO SER A PESSOA CERTA PRA ALGUÉM? NAMORO CRISTÃO ...
  6. CLAUDIO DUARTE, COMO ESCOLHER A PESSOA CERTA
  7. Ela Não é a Mulher Certa
  8. Como saber se é a pessoa certa para mim? - YouTube
  9. Diego Pacheco ser a garota certa - YouTube
  10. COMO SER POPULAR NA ESCOLA NOVA by Ashley - YouTube

Diego Como saber se é a pessoa certa para mim? - Duration: 7:29. Renato Cardoso 1,170,183 views. 7:29. Cláudio Duarte - Nós causamos os nossos problemas Vida de fé - Duration: 34:56. Oi gente, tudo bem? Hoje trago pra vocês um vídeo explicando sobre como ser a pessoa CERTA para alguém. São conselhos muito especiais! Espero que gostem! ♥ ... Saber escolher é o primeiro passo para encontrar a pessoa certa pra você. Assista essa nova série onde a Cris e eu falamos sobre como os solteiros podem evit... FRASES QUE UMA GAROTA CRISTÃ ... Como saber se é a pessoa certa pra ... 6:09. Fábio Teruel - Muitos estão à procura da pessoa certa, mas poucos estão tentando ser a pessoa certa. ... Meu nome é Bruno Giglio, eu sou o fundador da Social Arts e minha missão é te ensinar como ser respeitado, ser mais produtivo, ter mais sucesso na vida e com as mulheres Link para o grupo ... nesse vÍdeo eu mostro o dia em que eu conheci a 2ª garota mais legal e simpÁtica do mundo. foi um momento que realmente tem que ser guardado na vida. esse vÍ... Baixe Meu Ebook Grátis Homem de Alto Valor: ️ https://www.socialarts.com.br/eros-optin-hdav/ Você sabe como escolher uma namorada, aquela que você considera... Primeiro dia de aula numa ESCOLA NOVA??? A chance perfeita para se tornar a garota mais popular como a Ashley!!! Por isso hoje nossa patricinha adolescente v... ♫ ♫ .•*¨`*•..¸♥☼♥¸.•*¨`*•.♫ ♫ ♫ ╔════════ ೋღ ღೋ ════════╗ * ♥ ♥ ♥☼♥ Original ...